Atribuir permissões

Objetivos de aprendizagem

Após concluir esta unidade, você estará apto a:

  • Descrever o propósito das licenças de conjuntos de permissões do Einstein Analytics e como atribuí-las.
  • Exibir permissões de usuário para determinar que acesso cada usuário tem aos recursos do Einstein Analytics.
  • Entender os processos rápido e personalizado de atribuição de permissões a usuários.

Configurar o Einstein Analytics

A organização Developer Edition (DE) fornecida para a trilha cuida desta etapa para você. O Einstein Analytics já está habilitado, ou seja, você não precisa fazer nada. A organização de produção de sua empresa exibe um botão Ativar o Analytics na primeira vez em que você abre o Einstein Analytics no menu do aplicativo. Clique no botão para ativar o Einstein Analytics para sua equipe quando começar o processo de configuração. Como isso já foi resolvido na organização DE, siga para a próxima etapa.

Dar aos usuários permissão para usar o Einstein Analytics

É aqui que cobriremos os detalhes de configuração do acesso de usuários ao Einstein Analytics. Como administrador do Salesforce na DTC, você precisa ter certeza de que todos os usuários têm os níveis corretos de acesso. Por exemplo, alguns usuários precisam de permissões somente de exibição e outros precisam de permissão para atualizar fluxos de dados ou criar aplicativos.

Seus usuários não veem o aplicativo do Einstein Analytics enquanto você não concede a permissão correta. Depois de adquirir uma licença do Einstein Analytics, você pode seguir um processo rápido ou personalizado para atribuir permissões. O processo rápido permite atribuir um conjunto de permissão padrão aos usuários. Ele permite resolver o assunto rapidamente, mas oferece menos controle.

O processo personalizado dá mais trabalho, mas oferece controle mais estrito sobre as permissões atribuídas. Ele envolve estas etapas:

  1. Atribuir licenças de conjunto de permissões do Einstein Analytics aos seus usuários.
  2. Criar um conjunto de permissões que contém todas as permissões de que o usuário precisa e atribuir o conjunto de permissões ao usuário.
Sua organização DE habilitada para o Einstein Analytics tem dois usuários ativos, você e Laura Garza. Vamos seguir os processos básico e personalizado para os dois usuários. Primeiro, vamos conversar sobre licenças de conjuntos de permissões e conjuntos de permissões e como lembrar o que faz cada um destes elementos.

Licenças de conjuntos de permissões e Conjuntos de permissões: são termos diferentes

“Licença de conjunto de permissões” (PSL) não só é um termo comprido, como é fácil de confundir com “conjunto de permissões”. Mas eles são duas coisas distintas; mantenha-os separados quando configurar o Einstein Analytics.

Se você seguir o processo personalizado, atribuirá primeiro uma licença de conjunto de permissões aos usuários. A PSL ativa um conjunto de permissões de usuário em sua organização, mas não o atribui sem que você faça algo primeiro.

Esse “algo” é criar um conjunto de permissões. Selecione as permissões que você deseja atribuir dentre as permissões específicas habilitadas pela PSL e adicione-as ao conjunto de permissões. Em seguida, atribua esse conjunto de permissões aos usuários.

O processo rápido é muito mais simples: basta atribuir um dos conjuntos de permissões pré-criados que vêm com a licença da plataforma Einstein Analytics. (Com a atribuição de permissão básica, você não precisa se preocupar com licenças de conjunto de permissões.)

Se for para lembrar de apenas uma coisa, que seja isto

Veja uma analogia que pode esclarecer melhor as coisas. Uma PSL é como um passaporte. Ela concede a você o direito de viajar, mas você não pode visitar o maravilhoso país do Einstein Analytics sem o visto correto. Um conjunto de permissões é como um visto. Você pode receber um visto de turista válido por três dias, um visto de trabalho ou um visto de estudante. Cada tipo de visto permite fazer coisas diferentes. Assim como um viajante precisa de um passaporte e de um visto, seus usuários do Einstein Analytics precisam de pelo menos uma PSL e um conjunto de permissões.

Permissões de usuário ativadas por uma licença do conjunto de permissões do Einstein Analytics

A PSL determina quais permissões podem ser atribuídas a um usuário. Só é possível atribuir as permissões que estão inclusas na PSL do usuário.

Sua organização DE inclui a plataforma Einstein Analytics ou PSL Plus, que permite atribuir várias permissões de usuário, incluindo as seguintes:

  • Criar e editar painéis do Analytics
  • Criar aplicativos do Analytics
  • Editar fluxos de dados do Analytics
  • Gerenciar o Analytics
  • Carregar dados externos para o Analytics
  • Usar o Analytics
Nota

Nota

Os aplicativos do Analytics (como o Sales Analytics) têm suas próprias PSLs e permissões de usuários associadas. Falaremos dos aplicativos em outra unidade.

Atribuição de conjunto de permissões rápida comparada com a personalizada

Como você descobre se é melhor seguir o processo de configuração rápido ou o personalizado? É uma questão de controle: se você precisa de controle preciso sobre o que os usuários podem ou não fazer com o Einstein Analytics, use o personalizado. Se, em vez disso, deseja oferecer permissão total aos usuários para acessarem recursos do Einstein Analytics, use o rápido.

Na maioria dos casos, a opção rápida oferece o que você precisa. A licença da plataforma Einstein Analytics inclui dois conjuntos de permissões padrão, o Usuário da plataforma Einstein Analytics e o Administrador da plataforma Einstein Analytics. O conjunto de permissões de usuário inclui uma única permissão: usar o Analytics. O conjunto de permissões de administrador inclui a ampla gama de permissões de usuário necessárias para criar uma solução do Einstein Analytics.

Use a opção personalizada quando precisar levar em conta o nível de acesso ao Einstein Analytics necessário aos membros de sua equipe. Às vezes alguns usuários precisam de mais do que apenas a permissão para usar o Einstein Analytics. Eles podem precisar importar dados ou criar painéis e aplicativos. E alguns podem precisar de um conjunto de permissões mais limitado do que o concedido pelo conjunto de permissões de administrador padrão. Lembre-se: os painéis, lenses e conjuntos de dados do Einstein Analytics podem conter informações confidenciais, e você deve pensar bem na hora de permitir o acesso de cada usuário.

Se tudo isso parece muito complexo, o Einstein Analytics oferece etapas guiadas para os dois processos. Em Configuração, insira Analytics na caixa Busca Rápida e selecione Introdução.

Vamos ver como os dois processos funcionam, começando com o personalizado.

Nota

Nota

Os nomes e rótulos descritos aqui podem não corresponder exatamente aos que você vê em sua organização Developer Edition habilitada para o Einstein Analytics. No entanto, os princípios e as técnicas que percorreremos se aplicarão a todas as organizações usadas.

  1. Em Configuração, insira Usuários na caixa Busca rápida e selecione Usuários.
  2. Clique em seu nome de usuário.
  3. A página de detalhes do usuário é exibida. Role para baixo até à seção Atribuições de licença de conjunto de permissões. Veja a seção Atribuições de licença de conjunto de permissões (PSL), não somente a seção Atribuições de conjunto de permissões. Elas são fáceis de confundir! A seção PSL lista as PSLs atribuídas ao usuário.
  4. Parece que as atribuições de licença estão corretas. Você tem a licença de conjunto de permissões Einstein Analytics. Pode haver outras licenças além dessa.
  5. Se tiver curiosidade em saber, clique em Editar atribuições para ver quais outras licenças estão disponíveis. Mas não as altere. Você precisará de sua PSL atual para concluir os desafios deste módulo. Agora vamos ver a outra usuária ativa nesta organização, Laura Garza.
  6. Repita as etapas 1 a 5, mas, desta vez, clique no nome de usuário Laura Garza, não no seu.
  7. Veja a PSL de Laura. Ela deve ser mais ou menos assim: A seção PSL lista a PSL atribuída à Laura. A atribuição de licença de conjunto de permissões da Laura também está correta. Mas Laura não é administradora, ou seja, ela tem acesso limitado ao Einstein Analytics. O conjunto de permissões associado a sua PSL reflete o acesso limitado. Vamos dar uma olhada.
  8. Role para cima na página de usuário da Laura até a seção Atribuições de conjunto de permissões.
  9. Clique no conjunto de permissões atribuído à Laura, Wave Analytics Trailhead Explorer.
  10. Na página do conjunto de permissões, role para baixo até à seção Sistema e clique em Permissões do sistema. O link de permissões do sistema está na página Conjunto de permissões.

A página de permissões do sistema tem uma lista longa de permissões, quase todas desmarcadas. Ao rolar mais para baixo, você verá uma pequena e solitária marca de seleção ao lado da permissão Utilizar Analytics.

A permissão Utilizar Wave Analytics está marcada.

Como indicado pela descrição, esta é uma permissão somente de visualização. Logo, tudo está correto. Laura não tem direitos de administradora.

E se Laura ou outros usuários precisarem de outras permissões? Veja como você poderia resolver isso. Em seu navegador, pesquise analytics na página Conjuntos de permissões. Na maioria dos navegadores, use a combinação de teclas Command-F e insira analytics. Role pela página a fim de ver todas as permissões do Einstein Analytics em destaque que você poderia adicionar a Explorador Trailhead do Analytics.

Também é possível criar um novo conjunto de permissões.

  1. Em Configuração, clique em Conjuntos de permissões e em Novo.
  2. Insira Conjperm de exemplo no campo de rótulo.
  3. Selecione a licença de conjunto de permissões Einstein Analytics Plus no menu Licença e clique em Salvar.
  4. Clique em Permissões do sistema.

Você pode ver todas as permissões de usuário do Einstein Analytics possíveis. Você pode clicar em Editar, escolher o que deseja adicionar ao conjunto de permissões de exemplo e salvar para criar um conjunto de permissões. Em seguida, pode atribuí-lo aos usuários.

Isso não será feito aqui, já que não precisamos habilitar novos usuários. Mas isso dá uma ideia de como o uso de um conjunto de permissões personalizado dá mais controle sobre o acesso de um usuário ao Einstein Analytics. Agora, vamos dar uma olhada rápida no processo rápido.

Usar conjuntos de permissões básicos

Você ainda deve estar na área Usuários da Configuração.

  1. Clique em Usuários.
  2. Clique em seu nome de usuário.
  3. Abaixo de seu nome, clique em Atribuições do conjunto de permissões.
  4. Na parte superior da página, em Atribuições do conjunto de permissões, você pode ver que já recebeu conjuntos de permissões. Clique em Editar atribuições.
  5. No topo da lista, você pode ver os conjuntos de permissões padrão incluídos com uma licença de plataforma do Einstein Analytics: Administrador Plus do Einstein Analytics e Usuário Plus do Einstein Analytics.
  6. Analise as permissões incluídas em cada conjunto. No painel Configuração, localizado mais à esquerda, clique com o botão direito em Conjuntos de permissões e abra o link em uma nova janela.
  7. Na janela que você acabou de abrir, clique em Administrador Plus do Einstein Analytics e, em seguida, em Permissões do sistema para ver as permissões de usuário incluídas nesse conjunto de permissões. Depois, clique para retornar duas vezes e faça o mesmo com o conjunto de permissões Usuário Plus do Einstein Analytics.
  8. Volte para a tela Conjuntos de permissões que ainda deve estar aberta na primeira janela (da Etapa 5). Agora que você sabe quais permissões os conjuntos de permissões contêm, selecione um deles e clique na seta Adicionar para adicioná-lo à lista Conjuntos de permissões habilitados.

Se tivesse clicado em Salvar, você teria atribuído a si mesmo esse conjunto de permissões, junto com as respectivas permissões. Isso também lhe atribui automaticamente uma licença do conjunto de permissões, poupando esse trabalho. Você pode seguir esse mesmo processo para atribuir um conjunto de permissões padrão a outros usuários de sua organização. É muito mais simples, não é? E ainda é possível controlar quais usuários podem acessar cada recurso do Einstein Analytics.

O Einstein Analytics permite escolher como você atribui permissões aos membros da equipe. É possível ativar outros recursos para melhorar a experiência deles com o Einstein Analytics. Vejamos como fazer isso a seguir.