Começar a jornada de dados

Nota

Nota

O Einstein Analytics tem um novo nome. Diga "Olá" ao Tableau CRM. Todo o funcionamento permanece o mesmo. O Tableau CRM oferece a melhor experiência para análises nativas dentro dos produtos do Salesforce CRM. Ele continua a combinar inteligência artificial (IA) e business intelligence (BI), e o Einstein Discovery continua a ter uma integração forte com a plataforma. Você verá o nome antigo em alguns lugares enquanto tratamos das atualizações.

Objetivos de aprendizagem

Após concluir esta unidade, você estará apto a:
  • Explicar o que é um conjunto de dados e quais são suas vantagens na exploração de dados.
  • Descrever o processo geral de criação de conjunto de dados.
  • Identificar seus requisitos de dados e planejar sua integração de dados.

Como se tornar um especialista em dados do Analytics

Você é o administrador do Salesforce na DTC Electronics e a vice-presidente de vendas acabou de ligar com um pedido urgente. A equipe de liderança de vendas precisa imediatamente de algumas informações: o novo CEO da DTC acabou de convocar uma reunião para semana que vem a fim de analisar o desempenho das vendas. Para conduzir a reunião, a vice-presidente de vendas quer usar um conjunto de painéis que mostre o desempenho de cada representante e região.

De modo geral, seu trabalho é coletar os dados de que a vice-presidente de vendas precisa, onde quer que eles estejam, e colocá-los em um conjunto de dados.

Dados de origem para o conjunto de dados

Normalmente, uma integração de dados como essa é uma tarefa trabalhosa que exige as habilidades de um engenheiro de dados. O Analytics facilita imensamente esse trabalho, oferecendo aos administradores do Salesforce uma forma poderosa de reunir dados.

Este módulo explica as principais ferramentas para reunir os dados no Analytics e prepará-los para o uso. Nele, você acompanha o processo de levar dados externos e dados do Salesforce para o Analytics. Também aprende como preparar os dados para poder criar os painéis de que a liderança de vendas tanto precisa, de modo a permitir que ela explore os dados sozinha no futuro.

Para começar, vamos abordar alguns conceitos centrais que precisam ser assimilados para que você se torne um especialista em dados do Analytics.

O que é um conjunto de dados?

Pense em um conjunto de dados como uma caixa de dados. Aqui no Salesforce, gostamos de ver como uma caixa roxa hexagonal, que tal? Qualquer um com acesso a essa caixa pode abri-la e explorar os dados.

Um conjunto de dados pode conter dados de um único objeto do Salesforce, como oportunidades. Ou pode conter dados combinados de objetos diferentes, como oportunidades, contas e usuários, e dados de fontes externas, como dados financeiros. Você também pode criar um conjunto de dados combinando dados de outros conjuntos de dados, cada um contendo dados de várias fontes e conjuntos de dados. Uau!

Se você já usou o Salesforce, sabe que pode acessar o criador de relatórios, criar um relatório e exibi-lo imediatamente. Não é necessário ter um conjunto de dados. Então por que você precisa de um conjunto de dados no Analytics? Existem vários motivos e todos são bons.

Conjuntos de dados são mais rápidos

Os geeks de dados diriam que os dados do Salesforce são normalizados, o que significa que os dados relacionados em objetos diferentes são “unidos”. Quando você executa um relatório do Salesforce, o mecanismo de relatório tem que puxar dados desses objetos enquanto monta o relatório. A união de dados vai bem por algumas milhares de linhas, mas se você estiver lidando com milhões delas, esse processo poderá demorar bastante.

Os conjuntos de dados do Analytics puxam todos os dados primeiro, ou seja, eles ficam disponíveis quase que instantaneamente quando você abre um painel do Analytics. Os mesmos geeks de dados diriam que os dados do Analytics são desnormalizados, o que significa que parte do trabalho de pré-processamento já foi feito.

Conjuntos de dados fazem consultas mais rapidamente

Os conjuntos de dados do Analytics compactam e indexam seu conteúdo, ou seja, a consulta é muito rápida.

Conjuntos de dados combinam dados externos e do Salesforce

Os conjuntos de dados do Analytics permitem combinar aspectos como seus dados de oportunidade do Salesforce com dados financeiros, de cota ou demográficos de outro sistema ou fonte. Esse tipo de combinação de dados não é possível com um relatório do Salesforce sem envolver uma tonelada de trabalho com objetos personalizados.

Como é possível criar um conjunto de dados?

Existem dois estágios principais para criar um conjunto de dados: extração e preparação. Extração, por pior que soe, é apenas o processo de trazer dados para o Analytics. A preparação envolve colocar os dados em um formato que seja relevante para as pessoas que vão explorá-los. Comparando o processo com o ato de cozinhar, a extração é o ato de pegar os ingredientes dos armários e a preparação é misturá-los para fazer um cozido, por exemplo.

Extrair e preparar

Existem várias maneiras de extrair dados para o Analytics. Você pode trazer dados externos em um arquivo CSV usando a ferramenta de upload de CSV ou usando conectores ou a API do Analytics. Para os dados do Salesforce, você pode usar uma ferramenta avançada chamada fluxo de dados. Para a preparação, você também pode usar o fluxo de dados (ou colocar a mão na massa com a ferramenta de receita de conjunto de dados, conhecida como "Data Prep").

Ferramentas de extração e preparação

Você vai extrair e preparar dados mais adiante neste módulo, onde falaremos mais sobre essas ferramentas.

Planejar a jornada de dados

Agora que você está familiarizado com os principais conceitos, vamos falar sobre o planejamento que deve ser feito antes de se tentar colocar dados no Analytics. Existem duas etapas no planejamento: identificar seus requisitos de dados e mapear a jornada dos dados pelo Analytics.

Passo 1: identificar seus requisitos de dados

Ao identificar os requisitos de dados, pense nos dados de que você precisa, onde eles estão e se precisam ser combinados com outros dados. Felizmente, a VP de vendas forneceu uma lista de campos que os líderes de vendas querem ver ao explorar as oportunidades no Analytics.

Nome Nome da conta Setor
Data de criação Cidade de cobrança Nome do proprietário da oportunidade
Data de fechamento País de cobrança Cargo do proprietário da oportunidade
Valor Código SIC
Fase Descrição de SIC

Sendo um administrador diligente, você reserva um tempo para explorar o Salesforce. Descobre rapidamente que esses campos não vêm todos do mesmo objeto. Existem campos de oportunidade, sim, mas você também precisa puxar campos dos objetos Conta e Usuário. E as Descrições de SIC? Esses dados não estão no Salesforce. Parece que você terá que obtê-los em algum lugar. A VP de vendas acaba sugerindo que você pergunte à equipe de operações de vendas. Por sorte, ela pode dar a você um arquivo CSV de descrições de código SIC.

Sua exploração deu certo. Você identificou os campos de que precisa e de onde eles virão.
Oportunidade Conta Usuário Arquivo CSV
Ícone de oportunidade Ícone de conta Ícone de usuário Ícone de CSV
Nome Nome Nome completo Descrição de SIC
Data de criação Setor Título
Data de fechamento Código SIC

Valor Cidade de cobrança

Fase País de cobrança





Passo 2: mapear a jornada de dados

Depois de identificar cada fonte de dados, você poderá começar a pensar na jornada: que caminho os dados vão seguir e quando ele vai começar? O timing é importante aqui, já que há dados chegando de várias fontes e eles precisam ser combinados. Se os dados não estiverem disponíveis na hora certa, você não poderá combiná-los. Para ajudá-lo, o Analytics permite agendar suas extrações e preparativos para que a extração dos dados ocorra quando eles são mais recentes e você possa tê-los quando forem necessários para os preparativos. O ato de mapear a jornada dos dados também desmembra o processo em uma série de etapas que deverão ser seguidas.

Já que ainda não abordamos as ferramentas de extração e preparação, mapeamos a jornada de dados para você neste exemplo. O mapa mostra as etapas que você percorrerá ao longo deste módulo.

Como as descrições de SIC estão em um arquivo CSV, você usará a ferramenta de upload de CSV para extraí-las. Os outros dados estão todos no Salesforce, ou seja, use o fluxo de dados para eles. É possível seguir essas etapas em qualquer ordem, desde que todos os dados tenham sido extraídos antes de você passar para a fase de preparação.

O fluxo de dados também faz parte da preparação para você reunindo os campos de três objetos do Salesforce. Por fim, use uma receita de conjunto de dados para adicionar as descrições de SIC.

Veja a jornada de dados que mapeamos para você.

Mapa da jornada de dados

Quando fizer suas próprias integrações no Analytics, recomendamos que você mapeie a jornada dos dados de forma semelhante.

OK, vamos começar. Primeiro, vamos configurar uma organização para que você possa acompanhar e, em seguida, execute o processo de extrair os dados externos.

Experimentar o Analytics com uma organização Developer Edition

Uma organização Developer Edition gratuita é um ambiente seguro em que você pode praticar as habilidades que está aprendendo. Definitivamente, você precisa de uma enquanto trabalha nos desafios aqui no Trailhead.

Nota

Nota

Você não pode usar uma organização Developer Edition ou Trailhead Playground existente para esta trilha. É necessário usar uma organização Developer Edition especial habilitada para o Analytics. Você tem de se inscrever para este Developer Edition especial porque ele vem com uma licença limitada da plataforma Analytics e contém os dados de exemplo necessários para esta trilha do Analytics.

Vamos ajudá-lo a configurar para que você se conecte e comece a trabalhar com o Analytics.
  1. Acesse developer.salesforce.com/promotions/orgs/analytics-de.
  2. Preencha o formulário usando um endereço de email ativo. Seu nome do usuário deve ter a aparência de um endereço de email e ser único, mas não precisa ser uma conta de email válida. Por exemplo, seu nome de usuário pode ser seunome@waverocks.de ou você pode colocar o nome da sua empresa.
  3. Após preencher o formulário, clique em Inscrever-me. Uma mensagem de confirmação aparece. Uma mensagem de confirmação aparece pedindo para você verificar seu email.
  4. Quando receber o email de ativação, abra-o e clique em Verificar conta.
  5. Conclua seu registro e defina sua senha e pergunta de segurança.
  6. Anote ou memorize suas credenciais. Para fazer o login e começar a usar, acesse login.salesforce.com.
  7. Clique em Alterar senha. Você será conectado a sua nova organização Developer Edition com Analytics. Se vir a janela de boas-vindas do Lightning Experience, feche-a.

Muito bem! Você tem agora uma organização Salesforce com dados de vendas da DTC Electronics!