Introdução à distribuição de fluxo

Objetivos de aprendizagem

Após concluir esta unidade, você estará apto a:
  • Descrever o que você deve fazer antes de distribuir um fluxo.
  • Listar as várias maneiras com as quais você pode distribuir um fluxo.
  • Criar um fluxo de tela simples.

Você trabalhou durante dias, talvez até semanas, e finalmente tem um fluxo que vale a pena. Talvez ele mantenha os usuários fiéis ao processo comercial oficial. Talvez ele poupe os usuários de fazer tarefas repetitivas. Talvez ele automatize totalmente alguma outra coisa. Uma coisa é certa: ela economiza tempo para seus usuários e dinheiro para sua organização. Mas, neste momento, ele é só um item da Configuração do Salesforce ao qual os usuários não têm acesso.

Depois que você terminar de criar e testar seu fluxo, terá outra decisão a tomar: como tornar o fluxo acessível a seus usuários.

Ciclo de vida do fluxo

Como você distribui seu fluxo? Vamos apresentar as opções

Você pode distribuir fluxos de várias maneiras, cada uma delas com seu próprio conjunto de condições e considerações para se ter em mente. Por exemplo, você pode colocar um fluxo em uma página do Lightning ou em uma barra de utilitários. Alguns métodos de distribuição estão disponíveis apenas no Lightning Experience, outros são ideais para o Salesforce Classic. Aqui está uma lista de lugares onde você pode colocar um fluxo com uma tela para que os usuários possam acessá-lo.

  • Páginas do Lightning
  • Ações de fluxo
  • Barra de utilitários
  • Páginas da comunidade
  • Componentes personalizados do Lightning
  • Páginas do Visualforce
  • Guias da Web
  • Botões e links personalizados

E tudo isso só para os fluxos com telas. A lista cresce bastante para os fluxos iniciados automaticamente, com processos, bots, ações do Apex e a API.

Neste módulo, vamos percorrer quatro casos de uso principais para distribuir seus fluxos de tela no Lightning Experience e ver qual método é recomendado para cada um deles.

Criar um fluxo simples

O assunto deste módulo não é a criação de fluxos, mas é difícil mostrar o mundo da distribuição de fluxo sem algo para distribuir. Então, vamos criar um fluxo que podemos usar nas outras unidades deste módulo. É propositalmente muito simples, com um elemento de tela e um campo nessa tela. Confie em nós, esses métodos de distribuição funcionam da mesma forma para fluxos simples e complexos, ou seja, você também pode usá-los para seus fluxos de verdade.

  1. Crie um fluxo.
    1. Em Configuração, insira Fluxos na caixa Busca rápida e selecione Fluxos.
    2. Clique em Novo fluxo para abrir a tela do Flow Builder.
    3. Selecione Fluxo de tela, clique em Avançar e selecione formato livre.
  2. Adicione um elemento Tela ao seu fluxo.
    1. Na caixa de ferramentas, clique em Tela e arraste-a para a tela perto do elemento Iniciar.
    2. Em Rótulo, digite Minha tela.
    3. Em Controle a navegação, confira se as caixas de seleção para Anterior e Pausar estão desmarcadas e somente Avançar ou concluir está selecionada.
  3. Adicione um campo de texto de exibição à tela.
    1. Na guia Componentes de tela, clique em Texto de exibição.
    2. Em Nome da API no painel de propriedades de Texto de exibição, insira meuTexto.
    3. Na caixa de texto, insira Hello, World!
    4. Clique em Concluído para salvar a tela.
  4. Clique no nó na parte inferior de Iniciar e arraste-o até Tela.
  5. Salve o fluxo. Dê-lhe o nome de Exemplo de fluxo.
  6. Na barra de botões do Flow Builder, clique em Ativar. O fluxo agora está ativo.

Garantir que os usuários consigam executar o fluxo

Antes de entrarmos nos detalhes das diferentes maneiras pelas quais você pode distribuir seu fluxo, certifique-se de que seus usuários possam realmente executá-lo. Por padrão, todos os métodos de distribuição dependem da permissão Executar fluxos. Adicione a permissão Executar fluxos a um perfil de usuário ou conjunto de permissões para sua organização e atribua tal conjunto de permissões aos usuários corretos. Para exibir as permissões atribuídas a um fluxo, clique em Seta para baixo próximo a um fluxo e em Editar acesso. Se Substituir comportamento padrão e restringir acesso a perfis ou conjuntos de permissões habilitados estiver selecionado para o fluxo, adicione o fluxo a um conjunto de permissões ou perfil e atribua-o aos usuários corretos. Para ver detalhes de como criar e atribuir conjuntos de permissões, consulte Conjuntos de permissões na Ajuda do Salesforce.

Nota

Nota

A permissão de sistema Executar fluxos permite que os usuários ativem os fluxos. Apenas administradores com permissão para Gerenciar o Flow podem executar fluxos inativos.

Recursos