Criar seu aplicativo de marca

Objetivos de aprendizagem

Após concluir esta unidade, você estará apto a:
  • Descrever o processo geral para criar um aplicativo móvel de marca com o Mobile Publisher.
  • Listar os elementos que você pode personalizar em seu aplicativo de marca.
  • Escolher o tipo de distribuição correto com base em seu caso de uso.
  • Criar e salvar um projeto do Mobile Publisher.

Como funciona

Antes de nos aprofundarmos na criação de uma versão do aplicativo móvel com a sua marca, vamos dar um passo para trás e analisar o processo geral para que você saiba o que esperar.

Aqui estão as etapas básicas:

  1. Inscrever-se no programa Mobile Publisher. Entrar em contato com o representante de vendas da salesforce.com para obter mais informações.
  2. Projetar seus ativos de marca e carregá-los no Salesforce.
  3. Escolher um tipo de distribuição de aplicativo que atenda às suas necessidades.
  4. Receber uma versão beta do seu aplicativo.
  5. Testar completamente a versão beta.
  6. Aprovar o aplicativo e permitir que o Salesforce o envie à Google e à Apple.
  7. Fazer a dança da vitória quando seu aplicativo for listado no Google Play e na App Store. (OK, dançar é opcional, mas altamente recomendado.)

Depois de publicar seu aplicativo, a manutenção é fácil. Se sua marca for alterada no futuro, você pode fazer um número ilimitado de edições com o Mobile Publisher. E quando o Salesforce lançar uma nova versão do aplicativo móvel, as atualizações do aplicativo de sua marca serão feitas sem nenhum problema.

Suas personalizações + sua marca = seu aplicativo

Lembre-se: os aplicativos de marca são apenas uma cópia do aplicativo Salesforce e da comunidade móvel do Lightning que você já personalizou. Você está envolvendo sua implementação móvel em um papel de presente extravagante, mas a funcionalidade subjacente é exatamente a mesma. Então, o processo de criação dos aplicativos de marca começa com algo que você já tem: o aplicativo móvel Salesforce e a comunidade móvel do Lightning.

Antes de distribuir um aplicativo de marca para seus funcionários e clientes, avalie o atual uso móvel de sua organização:
  • Existem maneiras de personalizar o aplicativo móvel Salesforce para que ele seja feito sob medida para seus funcionários?
  • Você personalizou sua comunidade móvel do Lightning com os componentes padrão ou personalizados do Lightning ideais para atender melhor os seus clientes?

Passe algum tempo otimizando seu aplicativo do Salesforce e a implementação de comunidade móvel do Lightning. Recomendamos que você desenvolva e teste todas as personalizações feitas no aplicativo móvel Salesforce e na comunidade móvel do Lightning.

Dica

Dica

Para aproveitar ao máximo seus aplicativos de marca, conquiste os emblemas Distribuição do aplicativo Salesforce móvel e Estratégia de distribuição da comunidade no Trailhead.

A DreamHouse dá o exemplo

Vamos ver como D'Angelo Cunningham, nosso heroico administrador, simplificava as personalizações do aplicativo móvel Salesforce e da comunidade móvel do Lightning antes de criar os aplicativos de marca para a DreamHouse Realty.

Para personalizar o aplicativo Salesforce, D'Angelo fez o seguinte:
  • Criou ações rápidas para agilizar o fluxo de trabalho dos corretores.
  • Personalizou a navegação móvel para que a página de destino no aplicativo Somente dispositivos móveis seja o feed do Chatter. (Lembre-se: a navegação que você configurou para o aplicativo do Salesforce na sua organização também se aplica ao aplicativo de sua marca.)
  • Criou três novos aplicativos do Lightning que estão disponíveis no menu de navegação: House Explorer, Heat Map e Property Explorer.
Para personalizar a comunidade móvel do Lightning, D'Angelo fez o seguinte:
  • Personalizou um tema para corresponder à marca e ao estilo da DreamHouse Realty.
  • Criou um componente de pesquisa personalizado para ajudar os clientes a pesquisar com mais eficiência.

D'Angelo vem coletando o feedback dos corretores e clientes da DreamHouse e fazendo ajustes finais aos aplicativos móveis, e agora está empolgado para prosseguir com o Mobile Publisher.

A receita do aplicativo

Agora que a DreamHouse está pronta para criar seus próprios aplicativos móveis, o que fazer a seguir? Bem, criar um aplicativo de marca é como assar um delicioso bolo. O primeiro passo é reunir os ingredientes.

E, com o Mobile Publisher, isso é tudo o que você precisa fazer. Nós cuidamos do resto da confeitaria para você. Você entrega os ingredientes para nós, e fazemos uma imponente torre de delícias açucaradas.

Qual é o principal ingrediente de nossa receita do Mobile Publisher? Já sabe: os ativos visuais de sua empresa. Não é possível criar um aplicativo de marca sem eles.

Ilustração de um bolo gigante e alguns ingredientes

Preparar seus ativos de marca

Preparar seus ativos de marca é a parte mais importante desse processo e também é a mais divertida! Sua empresa sonha com a aparência do aplicativo e, em seguida, projeta todos os elementos que decoram aquele delicioso bolo. Quer dizer, aplicativo. (Desculpe, ainda estamos pensando na sobremesa.)

Vamos discutir alguns detalhes da marca para que você possa começar seu projeto do Mobile Publisher.

O que você pode personalizar
Você pode aplicar a marca de sua empresa a muitos dos elementos no aplicativo móvel Salesforce. Eis o que você pode alterar:
  • Ícone do aplicativo
  • Nome do aplicativo
  • Tela de ativação
  • Esquema de cores
  • Listagem em lojas de aplicativos (nome, descrição, imagens, capturas de tela, URL de suporte, URL de marketing)
  • URL de autenticação (somente aplicativo Salesforce)
  • URL de ajuda (somente aplicativo Salesforce)
Trabalhe com um designer
Quando você lista seu novo aplicativo no Google Play e na App Store, milhões de pessoas em todo o mundo podem vê-lo. E mesmo que apenas seus funcionários queiram baixá-lo, é recomendável começar com o pé direito e trabalhar com um designer profissional para criar seus ativos visuais. Se sua organização não tiver um designer, contrate um freelancer.
Dependendo do tamanho de sua organização, seu designer pode colaborar com pessoas dos departamentos de marketing ou RP para desenvolver imagens e textos que se alinhem com a marca de sua empresa.
Siga as diretrizes
Por sorte, sua organização não é a primeira a passar pelo processo de publicar um aplicativo no Google Play e na App Store. Para colocá-lo na direção certa, a Apple e a Google oferecem diretrizes para todos os elementos de design que compõem a listagem na loja de aplicativos. Incluímos links para essas diretrizes na seção de recursos.
Mantenha-se ocupado enquanto espera
Pode demorar um pouco para a sua empresa projetar e aprovar todos os ativos da marca. Isso oferece a você a oportunidade perfeita para continuar otimizando sua implementação móvel do Salesforce para que ela esteja pronta para arrasar.

Criar o projeto do mySalesforce

OK, vamos seguir em frente e conversar com D'Angelo após o designer da DreamHouse Realty ter enviado as versões finais de todos os ativos visuais para os aplicativos da marca da empresa.

D'Angelo está pronto para arregaçar as mangas e criar os projetos do Mobile Publisher. Um projeto do Mobile Publisher para os corretores que usam o aplicativo móvel Salesforce e outro projeto do Mobile Publisher para os clientes que usam a comunidade móvel do Lightning. Então, vamos entrar no Salesforce e começar a trabalhar.

Importante

Importante

O Mobile Publisher não está disponível na configuração do Salesforce enquanto sua organização não adquirir uma licença desse recurso. Entrar em contato com o representante de vendas da salesforce.com para obter mais informações.

  1. Em Configuração, insira Mobile Publisher na caixa Busca rápida e selecione Mobile Publisher.

    A página de destino do mySalesforce na configuração do Salesforce

  2. Selecione Criar novo aplicativo.
  3. Você pode escolher colocar sua marca em:
    • Aplicativo Salesforce
    • Comunidades do Lightning

    Seletor de aplicativos

    Clique em Avançar.

  4. Insira um nome para o projeto de Mobile Publisher. Escolha com sabedoria: não é possível editar o nome do projeto depois de configurá-lo. (Ele serve apenas para referência interna e não será exibido publicamente no Google Play ou na App Store.)
  5. Clique em Avançar.

    Depois de criar seu projeto do Mobile Publisher, você verá uma página que lista as duas versões do aplicativo de marca: uma para iOS e outra para Android.

Um projeto, dois aplicativos

Quando terminar de criar o projeto no Mobile Publisher, você poderá gerenciar os aplicativos iOS e Android que fazem parte dele.

Os aplicativos iOS e Android no projeto do mySalesforce

Quer saber por que há duas listas separadas para iOS e Android em seu projeto do Mobile Publisher? Bem, cada loja de aplicativos – Google Play e App Store – exige um conjunto de informações diferente para publicar um aplicativo. Antes de podermos inserir todas as informações sobre seus aplicativos de marca, precisamos descobrir qual é o melhor tipo de distribuição para suas necessidades.

Tipos de distribuição

Antes que D’Angelo insira as informações sobre o aplicativo, ele precisa decidir como quer que os aplicativos sejam distribuídos. Os aplicativos de marca podem ser distribuídos para os usuários finais de forma pública ou privada, por canais diferentes para cada plataforma, de acordo com as diretrizes da Google e da Apple.

Verifique se seu caso de uso e seu tipo de distribuição preferencial se encaixam nas diretrizes da Apple e da Google. Se você escolher um tipo de distribuição que não funciona com seu caso de uso, isso pode causar problemas para seus usuários.

Por exemplo, se seu aplicativo de marca para iOS for destinado a funcionários internos, você só pode distribuí-lo por meio da Apple Business Manager (ABM) e não publicamente na App Store. A Apple não permite mover aplicativos existentes entre tipos de distribuição público e privado; como resultado, ela pode rejeitar seu aplicativo. Você terá que criar um novo aplicativo de marca e mover sua base de usuários existente para o novo aplicativo.

Aqui estão as diretrizes gerais da Apple e da Google para a distribuição de aplicativos:

Diretrizes de distribuição da Apple App Store
  • Os aplicativos B2B/B2E só podem ser distribuídos por meio da distribuição privada da Apple (ABM).
  • Os aplicativos B2C só podem ser distribuídos na App Store pública.
Diretrizes de distribuição da Google Play Store
  • Os aplicativos B2C/B2B/B2E podem ser distribuídos em vários tipos de distribuição com base no caso de uso do cliente.

Ajuda para escolher

Existem dois tipos de distribuição disponíveis. Ambos oferecem distribuição de aplicativos pública e privada aos seus usuários finais.

  • Distribuição gerenciada do Salesforce: o Salesforce gerencia a distribuição do aplicativo de marca do cliente por meio de nossa conta de desenvolvedor, seja de forma pública ou privada.
  • Distribuição delegada do cliente: seu aplicativo de marca é publicado por meio de sua conta de desenvolvedor, seja de forma pública ou privada.

Aqui está uma matriz para ajudá-lo a escolher qual tipo de distribuição melhor se adapta às suas necessidades.

Distribuição gerenciada do Salesforce
Privado Público
Android
  • Conta de desenvolvedor do cliente: não obrigatória
  • Distribuição do aplicativo: Google Play for Work gerenciado pelo cliente
  • O Salesforce exige acesso à conta de desenvolvedor do cliente: Não
  • Conta de desenvolvedor do cliente: não obrigatória
  • Distribuição do aplicativo: Conta no Google Play público do Salesforce
  • O Salesforce exige acesso à conta de desenvolvedor do cliente: Não
iOS
  • Conta de desenvolvedor do cliente: não obrigatória
  • Distribuição do aplicativo: Distribuição privada do cliente Apple, ABM (Apple Business Manager)
  • O Salesforce exige acesso à conta de desenvolvedor do cliente: Não
n/d
Distribuição delegada do cliente
Privado Público
Android
  • Conta de desenvolvedor do cliente: Necessário
  • Distribuição do aplicativo: Google Play for Work gerenciado pelo cliente
  • O Salesforce exige acesso à conta de desenvolvedor do cliente: Sim
  • Conta de desenvolvedor do cliente: Necessário
  • Distribuição do aplicativo: Conta no Google Play público do cliente
  • O Salesforce exige acesso à conta de desenvolvedor do cliente: Sim
iOS n/d
  • Conta de desenvolvedor do cliente: Necessário
  • Disponibilidade do aplicativo: público do cliente na conta da App Store
  • O Salesforce exige acesso à conta de desenvolvedor do cliente: Sim

Agora, de volta para D'Angelo, que está analisando qual tipo de distribuição é o melhor para os aplicativos da DreamHouse. O CEO da DreamHouse quer que o aplicativo Salesforce para corretores, que são funcionários internos, seja listado de forma privada (inacessível publicamente na App Store ou no Google Play). Para os clientes externos que usam o aplicativo móvel da marca para a comunidade do Lightning, o CEO quer que o aplicativo seja listado publicamente na App Store Apple e no Google Play.

Para satisfazer as preferências do CEO da DreamHouse, D'Angelo escolhe a distribuição privada gerenciada do Salesforce para o aplicativo móvel Salesforce da marca. A DreamHouse usa o MDM (gerenciamento de dispositivos móveis) para distribuir o aplicativo da marca para os corretores, que pode ser configurado com as opções de distribuição privada oferecidas pela Apple e pela Google.

Para o aplicativo móvel da marca para a comunidade do Lightning, D'Angelo escolhe a distribuição delegada do cliente. Isso significa que os clientes da DreamHouse podem baixar e instalar o aplicativo móvel da marca para a comunidade do Lightning da DreamHouse a partir das lojas de aplicativos públicas. Para dar suporte à distribuição delegada do cliente, D'Angelo concede ao Salesforce o acesso às contas de desenvolvedor para iOS e Android da DreamHouse. O Mobile Publisher gerencia automaticamente o ciclo de vida do aplicativo da marca em nome da DreamHouse (o Mobile Publisher precisa de acesso limitado, apenas para configurar e gerenciar o aplicativo da marca na conta de desenvolvedor do cliente).

Esperamos que isso ajude você a decidir qual tipo de distribuição é o melhor para seus aplicativos. A próxima etapa do processo é inserir todas as informações sobre as versões de seus aplicativos iOS e Android.

Inserir informações sobre o aplicativo

D'Angelo está ansioso para avançar com o Mobile Publisher, então vamos ajudá-lo a inserir informações sobre o aplicativo iOS da DreamHouse para seus corretores.

  1. Na página do Mobile Publisher, clique em Iniciar para o aplicativo iOS.

    Os campos de formulário para o aplicativo iOS

  2. Preencha todos os campos necessários.

    Você provavelmente notou que há vários campos nesse formulário. Tipo… Muitos mesmo. Mas muitos dos campos têm balões de informações, que são pequenos faróis que iluminam o caminho para o sucesso. Então, se você estiver confuso sobre determinado campo, passe o cursor sobre a bolha de informações para ver dicas e orientações úteis.

    É claro que você provavelmente não carregará todos os ativos de uma só vez. As últimas alterações são salvas para que você possa voltar e editar as informações mais tarde.

  3. Ao terminar de inserir todas as informações, clique em Enviar.
  4. Clique em Enviar novamente para confirmar que deseja enviar o formulário.

    O aplicativo agora é um rascunho, e você pode ver o status dele na página de iOS.

    A versão de rascunho do aplicativo iOS que mostra o status do aplicativo

D'Angelo repete os mesmos passos para a versão Android do aplicativo porque a DreamHouse quer liberar os aplicativos iOS e Android simultaneamente. Ele também repete essas mesmas etapas para o aplicativo da comunidade móvel do Lightning da DreamHouse voltado aos clientes. Mas você não precisa fazer do mesmo jeito. Se preferir, sua organização pode lançar um aplicativo de cada vez.

Comemore sua conquista

Épico, não é mesmo? OK, preencher um monte de campos provavelmente não parece uma façanha lendária, mas é. Enviando um formulário simples, você ajudou sua organização a dar um grande passo em direção à transformação móvel.

E temos mais boas notícias: a maior parte do seu trabalho está concluída e você está prestes a passar o bastão para o Salesforce. Na próxima unidade, você aprenderá a solicitar uma versão beta de seu aplicativo para começar a testá-la.