Criar relatórios com o Criador de relatórios

Objetivos de aprendizagem

Após concluir esta unidade, você estará apto a:
  • Usar o criador de relatórios com o recurso arrastar e soltar.
  • Explicar o valor da utilização de filtros, filtros cruzados e lógica de filtro.
  • Criar um relatório tabular.

Inscrever-se em uma organização Developer Edition

Observação

Você não pode usar uma organização do Trailhead Playground para este módulo. Siga as etapas abaixo para obter uma organização Developer Edition e concluir este módulo.

  1. Acesse developer.salesforce.com/signup
  2. Preencha o formulário. Em Email, insira um endereço de email ativo. Em Nome de usuário, insira um nome de usuário que seja parecido com um endereço de email e seja exclusivo, mas não precisa ser uma conta de email válida. Por exemplo, seu nome de usuário pode ser seunome@trailhead.rocks ou você pode colocar o nome da sua empresa.
  3. Após preencher o formulário, clique em Inscrever-me. Uma mensagem de confirmação aparece.
  4. Quando receber o email de ativação, abra-o e clique em Verificar conta.
  5. Conclua seu registro ao configurar sua senha e pergunta de segurança.
Observação

Anote seu nome de usuário, sua senha e a URL de login para facilitar o acesso posteriormente.

Muito bem! Você entrou na sua organização Developer Edition.

Agora, conecte sua nova organização Developer Edition ao Trailhead.

  1. Verifique se você está conectado à sua conta do Trailhead.
  2. Na seção Desafio no final desta página, clique no nome do playground e em Conectar a organização.
  3. Na tela de login, insira o nome de usuário e a senha da Developer Edition que você acabou de configurar.
  4. Na tela Allow Access? (Permitir acesso?), clique em Allow (Permitir).
  5. Na tela Want to connect this org for hands-on challenges? (Deseja salvar essa organização para os desafios práticos?), clique em Yes! (Sim!) Pode salvá-la. Você será redirecionado para a página de desafio e poderá usar sua nova Developer Edition para ganhar este emblema.

Usar o Criador de relatórios

Ao criar um relatório no Salesforce, os critérios inseridos são, essencialmente, uma pergunta que você está fazendo e os resultados retornados são a resposta. Mas para fazer uma pergunta, você tem de falar o idioma do banco de dados. Boas notícias! O Salesforce vem com um tradutor integrado que permite fazer todas as perguntas que você desejar ao banco de dados através de uma interface com o recurso de apontar e clicar. Conheça o Criador de relatórios de arrastar e soltar, a forma de obter as respostas necessárias sobre seus dados.

A primeira coisa que você precisa fazer é se certificar de ter ativado o Criador de relatórios. As novas organizações obtêm automaticamente a versão mais recente do Criador de relatórios. Para organizações existentes, talvez seja necessário seguir as etapas para ativar o Criador de relatórios de arrastar e soltar.

Para ativar o Criador de relatórios para todos os usuários, em Configuração, insira Configurações de relatórios e painéis na caixa Busca rápida e selecione Configurações de relatórios e painéis. Revise a seção Upgrade do Criador de relatórios da página e clique em Ativar. Caso você não veja o botão, o Criador de relatórios já estará ativado para sua organização. Confirme sua opção clicando em Sim, ative o criador de relatórios para todos os usuários.

Bom trabalho! Agora é preciso abrir o Criador de relatórios. Mas, antes de fazer isso, é preciso escolher o tipo de relatório.

Selecionar um Tipo de relatório

A escolha do tipo de relatório correto é uma das etapas mais importantes na criação de um relatório. Ao escolher um tipo de relatório, você está escolhendo os registros e os campos que serão exibidos em seu relatório.

Agora, pressione o botão de pausa e certifique-se de que você entendeu como os tipos de relatório são estruturados.

Todo tipo de relatório tem um objeto principal e um ou mais objetos relacionados. Para tipos de relatório padrão, você geralmente vê isso representado no nome do tipo de relatório. Por exemplo, com o tipo de relatório “Contatos e Contas”, “Contatos” é o objeto principal e “Contas” é o objeto relacionado. Para tipos de relatório personalizados, em Configuração, insira Tipos de relatório na caixa Busca rápida e selecione Tipos de relatório para ver o objeto principal e os objetos relacionados. Como melhor prática, considere seguir a convenção de nomenclatura de tipos de relatório padrão ao criar tipos de relatório personalizados.

Dependendo de como o tipo de relatório for configurado, os resultados poderão incluir um dos seguintes itens.
  • Objeto principal com objeto relacionado — Os registros retornados são apenas aqueles em que o objeto principal tem, pelo menos, um registro de objeto relacionado. Em nosso exemplo de “Contatos e Contas”, os únicos registros exibidos no relatório seriam “Contatos” que têm, pelo menos, um registro “Conta” relacionado.
  • Objeto principal com ou sem objeto relacionado — Os registros retornados são aqueles em que o objeto principal pode ou não ter um registro de objeto relacionado. Se tivéssemos de criar um tipo de relatório personalizado “Contatos com ou sem Contas”, os registros “Contatos” seriam exibidos, tivessem eles ou não um registro “Conta” relacionado. Você pode ter até quatro objetos relacionados e cada um deles pode ter a distinção “com” ou “com ou sem”.
Página de visão geral do conjunto de permissões

Preste muita atenção nos critérios de objeto principal e de objetos relacionados quando estiver selecionando um tipo de relatório. Não vê os campos que deseja? Talvez você precise criar um novo tipo de relatório personalizado ou ajustar um tipo de relatório personalizado existente para adicionar ou ocultar campos.

Nota

Não é possível editar um tipo de relatório padrão.

Introdução ao Criador de relatórios de arrastar e soltar

Com o Criador de relatórios de arrastar e soltar, é possível criar relatórios com os critérios, campos, filtros, agrupamentos e gráficos que você precisa.

Assista a esse pequeno vídeo para saber mais sobre como o Criador de relatórios funciona.

Não gosta de vídeos? Veja este breve resumo.

Página de visão geral do conjunto de permissões

Assim como o próprio nome indica, o Criador de relatórios de arrastar e soltar permite que você crie relatórios arrastando e soltando campos do painel de campos [1] para o painel de visualização [3]. O painel de filtros [2] é o local onde você pode inserir critérios adicionais para limitar seus resultados. No exemplo acima, estamos filtrando por Proprietário de conta, Tipo e Estado/Província para cobrança específicos.

Nota

O painel de visualização é o que o próprio nome diz: uma visualização. Ao criar um relatório, os dados que você vê aqui representam apenas um conjunto limitado. Para ver um conjunto completo de resultados, clique em Executar relatório.

Dica

Dica

Não vê colunas no Painel de visualização? Clique na seta para baixo ao lado de Mostrar e selecione Detalhes.

Na próxima seção, vamos saber com detalhes como você pode usar filtros para obter resultados específicos.

Usar filtros

Ao usar o criador de relatórios para fazer perguntas sobre seus dados, os filtros e a lógica de filtro permitirão que você especifique melhor os parâmetros, e os limites de linhas permitem que você limite a quantidade de respostas que receberá. Primeiro, vamos analisar esses recursos para depois mostrar a você como se cria um filtro.

Você pode filtrar os dados em um relatório usando as opções de filtro a seguir.

Tipo de filtro Descrição
Filtro padrão Os filtros padrão são aplicados por padrão à maioria dos objetos. Diferentes objetos têm diferentes filtros padrão, mas a maioria dos objetos inclui os filtros padrão Mostrar e Campo de data. Mostrar filtra o objeto ao redor de agrupamentos comuns (como “Minhas contas” ou “Todas as contas”). Campo de data filtra por um campo (como Data de criação ou Última atividade) e um intervalo de datas (como “Qualquer data” ou “Mês passado”).
Filtro de campo Os filtros de campo estão disponíveis para relatórios, modos de exibição de lista, regras de fluxo de trabalho e outras áreas do aplicativo. Para cada filtro, defina o campo, o operador e o valor. No caso de relatórios tabulares, de resumo e de matriz, você pode arrastar um campo do painel Campos para o painel Filtros para adicionar um filtro de relatório.
Lógica de filtro Adicione condições booleanas para controlar como os filtros de campo são avaliados. Você deve adicionar pelo menos um filtro de campo antes de aplicar a lógica de filtro.
Filtro cruzado Filtre um relatório por objeto secundário usando condições WITH ou WITHOUT. Adicione subfiltros para continuar filtrando objetos secundários. Por exemplo, se você tiver um filtro cruzado de Contas com oportunidades, clique em Adicionar filtro de oportunidade e crie o subfiltro Nome da oportunidade igual a ACME para incluir apenas essas oportunidades.
Limite de linha Para relatórios tabulares, selecione o número máximo de linhas a serem exibidas, escolha um campo pelo qual classificar e a ordem de classificação. Você poderá usar um relatório tabular como relatório de origem para uma tabela de painel ou um componente de gráfico se o número de linhas que ele retorna for limitado.

Agora que você sabe fazer isso, vamos criar um filtro. Neste exemplo, vamos criar um relatório tabular, que é o formato de relatório padrão. Trataremos dos formatos de relatório em mais detalhes na próxima unidade.

  1. Vá para a guia Relatórios e clique em Novo relatório.
  2. Selecione o tipo de relatório Contas e clique em Criar.
  3. No painel de filtros, clique em Adicionar e selecione Filtro de campo.
  4. Selecione um campo na primeira lista suspensa. Para este exemplo, vamos escolher Tipo.
  5. Defina o operador do filtro como Igual.
  6. Clique no ícone de pesquisa ao lado do terceiro campo, selecione o valor Cliente - Direto e clique em OK.
  7. No Campo de data, selecione Data de criação e defina o intervalo como Qualquer data.

Muito bem! Você acabou de criar um filtro de relatório que mostra todas as suas contas em que Tipo = Cliente - Direto. Clique em Executar relatório para ver seus resultados. Observe que, dependendo de qual organização você estiver usando para executar este tutorial, poderá ou não ver dados no relatório no tempo de execução.

Aqui vai um atalho útil. Ao criar um filtro, experimente arrastar um campo do painel de campos para o painel de filtros. Voilà! Você está pronto para criar seu próximo filtro. Também é possível usar o recurso de digitação antecipada para localizar um campo. O que não falta é opção!

No exemplo acima, usamos o operador “Igual” para criar nosso filtro, mas existem vários operadores que você pode usar para criar seus relatórios. No entanto, tome cuidado: preste bastante atenção ao usar “Não igual a” como operador. A lista completa de operadores pode ser encontrada aqui:  https://help.salesforce.com/HTViewHelpDoc?id=filter_operators.htm.

Usar filtros de objetos cruzados

Agora que você criou um filtro, vamos passar para filtros de objetos cruzados, ou “filtros cruzados”. Eles permitem que você estenda seus tipos de relatório a objetos relacionados aos objetos originais definidos no tipo de relatório. Os filtros cruzados ajudam você a refinar seus resultados sem ter que escrever código ou usar fórmulas. O caso de uso mais comum é o relatório de exceções. Veja alguns exemplos.

  • “Oportunidades obsoletas” - oportunidades sem atividades nos últimos 30 dias
  • “Contatos órfãos” - contatos sem contas
  • “Contas negligenciadas” - contas sem oportunidades

Veja este breve vídeo sobre filtros cruzados:

Vamos praticar como adicionar um filtro cruzado a um relatório.

  1. Vá para a guia Relatórios e clique em Novo relatório.
  2. Selecione o tipo de relatório Contatos e Contas e clique em Criar.
  3. No painel de filtros do Criador de relatórios, clique em Adicionar | Filtro cruzado.
  4. Selecione um objeto pai na lista suspensa. A sua escolha determina quais objetos relacionados você vê na lista de objetos secundários. Para este exemplo, vamos escolher “Contatos”.
  5. Escolha “com” como operador.
  6. Selecione um objeto secundário na lista suspensa ou pesquise pelo nome. A lista suspensa contém todos os objetos secundários válidos do seu objeto principal selecionado. Para este exemplo, vamos escolher “Oportunidades”.
  7. Opcionalmente, adicione subfiltros:
    1. Clique em Adicionar filtro de oportunidades.
    2. Selecione um campo. Os campos são determinados pelo objeto secundário no filtro cruzado. Por exemplo, se o seu filtro cruzado for Contatos com Oportunidades, você poderá usar os campos de oportunidade para o seu subfiltro. Neste exemplo, vamos selecionar “Fase” para nosso subfiltro.
    3. Selecione o operador “Igual”.
    4. Clique no ícone de pesquisa e selecione “Fechada e ganha”.
    5. Clique em OK.

Bom trabalho! Você criou um relatório que mostra Contatos e Contas, em que os Contatos estão relacionados às Oportunidades que estão Fechadas e ganhas. Esse tipo de relatório pode ser usado para identificar Contatos que você queira convidar para um evento local com clientes. Se você adicionar um subfiltro adicional em Valor da oportunidade ou Data de fechamento, poderá saber mais sobre o tamanho do negócio ou quando ele foi fechado.

Usar lógica de filtro

Agora que você aprendeu a aplicar filtros ao seu relatório, o ideal é aplicar lógica para que esses filtros possam ser aplicados condicionalmente. Insira a lógica de filtro, que permite que você especifique condições para seus filtros.

Quando é que você deve usar a lógica de filtro? Vamos ver um exemplo.
  1. Proprietário da conta igual a Allison Wheeler
  2. Setor igual a Fabricação
  3. Receita anual maior que 500.000

Se você aplicar a lógica de filtro (1 E 2) OU 3, verá contas de fabricação pertencentes à Allison ou contas com receita acima de 500.000.

Alternativamente, se você aplicar a lógica de filtro 1 E (2 OU 3), verá contas pertencentes à Allison que são da indústria de fabricação ou têm receita acima de 500.000.

Estão disponíveis os operadores a seguir.

Operador Definição
AND Localiza registros que correspondem a ambos os valores.
OR Localiza registros que correspondem a qualquer um dos valores.
NÃO Localiza registros que excluem os valores.

Para adicionar lógica de filtro, clique em Adicionar | lógica de filtro no painel de filtros.

Nota

Cada vez que você adicionar um novo filtro, reveja sua lógica de filtro para ter certeza de que ainda está certa.

Recursos

Nota

Lembre-se: este módulo é destinado ao Salesforce Classic. Quando você iniciar sua organização prática, mude para o Salesforce Classic para concluir este desafio.

Continue a aprender de graça!
Inscreva-se em uma conta para continuar.
O que você ganha com isso?
  • Receba recomendações personalizadas para suas metas de carreira
  • Pratique suas habilidades com desafios práticos e testes
  • Monitore e compartilhe seu progresso com os empregadores
  • Conecte-se a orientação e oportunidades de carreira