Elaborar emails de marketing eficazes

Objetivos de aprendizagem

Após concluir esta unidade, você estará apto a:

  • Criar linhas de assunto eficazes.
  • Criar pré-cabeçalhos eficazes.
  • Tornar os e-mails relevantes através de um conteúdo dinâmico e personalizado.
  • Criar chamadas eficazes à ação.

Criação de e-mails atrativos

Então, você quer escrever um e-mail incrível. Um que estimula as pessoas a agir e que não seja ignorado. Bem, você está no lugar certo. Você está prestes a ficar por dentro de tudo o que precisa sobre como criar linhas de assunto eficazes, manter e-mails relevantes e inspirar os leitores para a ação.

Vamos começar com como escrever um e-mail que realmente atrai a atenção de um leitor. 

Melhores práticas de linha de assunto

Qual é a primeira coisa que um assinante lê? A linha de assunto. Se não atrair a atenção deles, todo o trabalho dedicado no e-mail será perdido. Como você pode garantir que as linhas de assuntos sejam eficazes?

Mantenha-as curtas e cordiais. As linhas de assunto de curta e média extensão apresentam taxas de abertura mais altas do que as de longa extensão, o que acaba afetando as taxas de conversão (a porcentagem de pessoas que tomam medidas com base em seu e-mail). Além disso, os provedores de serviço de internet às vezes truncam linhas de assunto. Então, limite-os a 50 caracteres ou menos.

Use sua marca a seu favor. Limitar o comprimento da sua linha de assunto não significa que você precisa sacrificar o estilo. Infunda a sua marca nas mensagens e tire vantagem da fidelidade da marca. Atraia a atenção do leitor com símbolos, trocadilhos criativos ou fofocas.

Teste, teste e teste novamente! É assim que você determina quais linhas de assunto produzem os melhores resultados. Com bons serviços de publicidade por e-mail (como o Salesforce Marketing Cloud), tudo fica mais simples, tão fácil quanto 1 + 1. Na verdade, é tão fácil quanto um teste A/B.

Esquema no teste A/B

No seu núcleo, o teste A/B pega duas versões do seu e-mail e os testa para ver qual funciona melhor. Digamos que você queira testar as linhas de assunto para ver qual delas é mais eficaz. Você envia duas versões diferentes da linha de assunto para uma parte de seus assinantes (essa é a parte “A/B”). Com base nos resultados do teste A/B, um vencedor é determinado e a versão vencedora é enviada ao resto de seus assinantes.

Nota

Nota

Embora chamemos isso de teste A/B, certifique-se de que as duas versões sejam excelentes, pois durante o teste, você as enviará a assinantes reais.

Existem várias possibilidades de teste, incluindo testar o pré-cabeçalho, o corpo e os blocos de conteúdo específicos de um e-mail; dias/horas de envio; e (entrada triunfal) das linhas de assunto! Os testes A/B mostram como os assinantes respondem a linhas de assunto de comprimento, estilo ou personalização variados. Além disso, apontam quais são mais eficazes de acordo com várias métricas, como aberturas, cliques e conversões. Essas métricas ajudam você a entender o que motiva seus assinantes.

Possibilidades dos testes A/B Exemplo
Salientar o nome da marca na frente Nome da empresa: O resto da linha de assunto
Salientar palavras-chave na frente Palavras-chave: O resto da linha de assunto
Comprimento Linha de assunto curta vs. uma linha de assunto sem fim que seus leitores ignorarão totalmente
Estilos Olá! Mostre seu estilo. Use símbolos como $&@ ou emojis para chamar a atenção do seu leitor
Personalização %% Nome%%, seu cupom de 20% de desconto
Chamadas à ação Compre agora e ganhe 20% de desconto na sua compra

Aqui estão alguns exemplos de boas linhas de assunto, e algumas não tão boas.

Sim! Queremos mais!

Linha de assunto Por que funciona
Contenha a respiração até ver isso Essa linha de assunto para um aromatizador de ambientes cria um enredo e se relaciona com o produto que está sendo promovido.
Pais: Este e-mail não é para você. Encaminhe para sua família. Uma solicitação de encaminhamento faz com que você queira ler o e-mail. Da mesma forma quando se diz que não é para você.
Envio expresso: no Dasher, no Dancer, no Procrastinator Abordar ou se identificar com alguém faz com que eles se sintam compreendidos, como se estivessem sendo chamados a um nível pessoal. Nesse exemplo, estamos analisando que, às vezes, “nós” procrastinamos quando se trata de compras natalinas.

Bocejo. Ignorar.

Linha de assunto O porquê da falha
%% Dia da semana%% Newsletter Isso não diz nada, exceto que dia da semana é.
RE: E-mail anterior
Isso é enganoso. Colocar uma mensagem RE: na linha de assunto pode fazer com que os assinantes fiquem incomodados e cancelem a assinatura ou denunciem você como spam.
[Em branco]: Confira essa oferta.
Certifique-se de possuir um valor padrão, como “Prezado cliente”, em vez de um nome, por exemplo, evitando deixar um espaço em branco na linha de assunto.

Pré-cabeçalhos com impacto

Você já possui sua linha de assunto incrível. Agora você precisa do pré-cabeçalho perfeito.

Esse é o texto que segue a linha de assunto em uma pré-visualização de e-mail, portanto, não o ignore!  Os pré-cabeçalhos podem ser tão importantes quanto o próprio assunto. Você pode torná-lo uma chamada à ação ou usá-lo como breve resumo do conteúdo do e-mail; qualquer coisa que suporte a linha de assunto.

Limite o pré-cabeçalho a cerca de 100 caracteres e torne-o cativante. No Marketing Cloud Email Studio, você pode testar diferentes comprimentos de pré-cabeçalho e como eles aparecem em dispositivos diferentes. Naturalmente, você verá menos caracteres ao visualizar o pré-cabeçalho em um dispositivo móvel do que em um laptop.

O poder da personalização

Agora é hora de se concentrar no corpo do e-mail e torná-lo relevante para os destinatários. E uma ótima maneira de fazer isso é personalizá-lo. Você pode fazê-lo na linha de assunto, bem como no corpo do e-mail. Em vez de enviar um e-mail que comece com “Prezado assinante” ou “Prezado cliente”, você pode fazer com que ele comece com “Querida Katie”. Na mosca! Agora é pessoal.

E-mail monótono: Feliz aniversário, prezado cliente, vs. e-mail atrativo: Feliz aniversário, Katie! Espero que você esteja tendo um ótimo dia em Cincinnati!

Os leitores que veem seu primeiro nome em um e-mail têm maior probabilidade de se sentirem como se o e-mail estivesse chegando até eles pessoalmente, o que torna mais provável que eles abram, leiam e tomem uma atitude perante seu e-mail.

Você rastreia muitas coisas sobre seus clientes, como nome, localização, gênero, interesses e assim por diante. Seu sistema de marketing de e-mail pode traduzir essas informações em e-mails personalizados e altamente eficazes para seus clientes. Você utiliza um espaço reservado, ou sequência de caracteres de personalização, que insere automaticamente os valores do assinante, como nome, interesses ou localização.

Essa é uma maneira poderosa de usar seus dados, mas tenha cuidado. Se você inserir um espaço reservado de campo que não esteja preenchido para determinado assinante, poderá obter alguns resultados estranhos. Você se interessa por e-mails endereçados a “Prezado [em branco]”? Provavelmente não. Para evitar isso, defina um valor padrão (como “Prezado cliente” para “Nome”) para qualquer item que você esteja personalizando.

Veja alguns exemplos:

Sequência de caracteres de personalização (nos bastidores) É traduzido para (voltado para o cliente)
Querido(a) %% Nome%%, Querida Katie,
Sabemos o quanto você ama %%Interesse%.
Sabemos o quanto você adora correr.
É por isso que queremos que você saiba sobre um evento fantástico próximo em %%Cidade%.
É por isso que queremos que você saiba sobre um evento fantástico próximo em Cincinnati.

O conteúdo dinâmico fala com a pessoa

Como já vimos, você possui uma abundância de informações sobre seus clientes. Por exemplo, é possível armazenar informações sobre os interesses de cada cliente, como golfe, caminhadas ou corridas. Use-as a seu favor com o conteúdo dinâmico, que é o conteúdo exibido de acordo com as regras definidas com base em valores no registro de um assinante. O conteúdo dinâmico garante que os assinantes recebam mensagens direcionadas aos seus interesses.

Exibição de interesses diferentes, como caminhadas, ciclismo, corrida, com a corrida em destaque.

Katie Smith é uma corredora ávida. Com o conteúdo dinâmico, você pode enviar e-mails que falam diretamente com os interesses de Katie. Você não quer enviar um e-mail para Katie anunciando uma venda de botas de caminhada masculinas. Quando Katie só recebe e-mails relevantes para ela, é muito mais provável que ela os leia.

Nota

Nota

Pronto para dar o próximo passo em direção à personalização? Confira o módulo do Trailhead: AMPscript para profissionais de marketing.

Uma chamada à ação

A personalização e a relevância são ótimas. Mas, em geral, o objetivo dos e-mails de marketing é instigar seus assinantes para que façam algo. Para isso, você precisa de uma boa chamada à ação (CTA), que pode ser uma oferta de tempo limitado ou um lembrete para entrar em um concurso, visitar um site ou se inscrever em um evento. Dê a seus clientes um motivo irresistível para abrir seu e-mail e, uma vez aberto, agir.

Nem todos os CTAs são criados iguais – aqui vão ótimos CTAs:

  • Urgente: Use CTAs que criem a necessidade de ação urgente.
  • Breve: Anuncie a CTA brevemente, sem mais de cinco palavras.
  • Orientado para a ação: Inicie seu CTA com um verbo (baixe, registre, compre, salve).
  • Claro e previsível: Seja claro e coloque um link para um lugar que não surpreenda os assinantes.
  • Limitado e visível: Concentre a atenção dos assinantes em um ou dois CTAs proeminentes.
Nota

Nota

Saiba mais sobre como criar conteúdo de e-mail efetivo no módulo do Trailhead: Criação de conteúdo de marketing.  

Agora você tem um e-mail arrebatador – é tudo o que você precisa, certo? Não. Com grandes poderes vêm grandes responsabilidades. Siga para a próxima unidade, na qual vamos ajudá-lo a usar seus poderes de e-mail a seu favor.

Recursos