Importar dados de assinante

Objetivos de aprendizagem

Após concluir esta unidade, você estará apto a:

  • Descrever as duas maneiras de armazenar dados de assinantes no Marketing Cloud.
  • Criar uma extensão de dados que pode ser enviada.
  • Descrever os três diferentes modos de importar dados para uma extensão de dados.
  • Importar dados para uma extensão de dados usando o assistente de importação.

Você está pronto para usar o Marketing Cloud e já pode criar sua primeira campanha de email. O Marketing Cloud ajuda você em todo o processo, desde a importação de dados até a criação de conteúdo, teste e envio. Seu primeiro trabalho é importar dados de assinantes. Se parecer complicado, nesta unidade veremos como é fácil. 

Nota

Nota

antes de iniciar esse processo, defina suas configurações de conta conforme descrito no módulo Noções básicas do Email Studio.

Vamos ver como um gerente de marketing digital percorre as etapas. Conheça Yasmin Ahmad, a gerente de marketing digital da Cloud Kicks, uma empresa de tênis personalizados. 

Imagem de Yasmin Ahmad

Ela planeja e executa todo o marketing digital para a Cloud Kicks, incluindo marketing por email. A Cloud Kicks comprou recentemente o Marketing Cloud e ela gostaria de começar a enviar um email semanal de promoções.

De que adianta poder enviar se você não tem ninguém a quem enviar?

A primeira tarefa de Yasmin é colocar seus assinantes em uma extensão de dados que possa ser enviada no Marketing Cloud. Os dados do assinante, no Marketing Cloud, são armazenados em uma lista ou em uma extensão de dados.

  • Uma lista é uma coleção de assinantes que recebem suas comunicações. Você pode criar quantas listas precisar para segmentar seus assinantes e direcionar suas comunicações de email.
  • Uma extensão de dados, por outro lado, é uma tabela no banco de dados do aplicativo que contém seus dados. Você pode usar uma extensão de dados para armazenar não somente dados de assinantes que podem ser enviados, como faz com uma lista, mas também dados relacionais, como compras, inventário e dados do programa de recompensas.

Yasmin escolhe extensões de dados para abrigar seus dados. Para saber mais sobre como escolher entre uma lista e uma extensão de dados para seu modelo de dados, confira este artigo: Usar uma lista ou uma extensão de dados.

Criar uma extensão de dados que pode ser enviada

Neste módulo, assumimos que você tem acesso a uma conta do Marketing Cloud e tem as permissões adequadas para concluir estas etapas. Se não for o caso, tudo bem. Continue lendo para saber como você executaria essas etapas em uma organização de produção. Não tente seguir essas etapas no Trailhead Playground. O Marketing Cloud não está disponível no Trailhead Playground. Além disso, se você está acompanhando em sua própria instância do Marketing Cloud, não verá os mesmos ativos e dados descritos neste módulo. Estamos ilustrando o que você pode fazer com o Marketing Cloud mostrando as etapas que Yasmin usa e os dados que ela vê. Os dados em sua própria conta serão diferentes.

Antes de Yasmin poder importar seus dados de assinantes, ela deve primeiro criar a extensão de dados para abrigá-los. Vejamos como ela vai fazer isso. No aplicativo Email Studio:

  1. Clique em Assinantes.
  2. Clique em Extensões de dados.
  3. Clique em Criar.
  4. Selecione Extensão de dados padrão.
  5. Na caixa de diálogo Criar uma nova extensão de dados:
    • Método de criação: criar nova
    • Nome: MasterSubscriber
    • Chave externa: deixar em branco
    • Descrição: deixar em branco
    • Tipo: padrão
    • Local: deixar o local padrão
    • Pode ser enviada? marcar
    • Pode ser testada? Deixar desmarcado Como adicionar propriedades à caixa de diálogo Criar uma nova extensão de dados.
  6. Clique em Avançar.
  7. Configurações de retenção: deixar o padrão Desativado
  8. Clique em Avançar.
  9. Preencha as informações para o primeiro campo.
    • Nome: CustomerID
    • Tipo de dados: Texto
    • Tamanho: 50
    • Chave primária: marcar
      • Nota: uma chave primária é um campo especial (ou combinação de campos) que você seleciona para identificar exclusivamente todos os registros de tabela (neste caso, assinantes). Seus principais recursos são:
        • Ela deve conter um valor exclusivo para cada linha de dados ou, quando vários campos são selecionados, a combinação de valores deve ser exclusiva para cada linha de dados.
        • Ela não pode conter valores nulos (vazios).
      • Uma ID de estudante, a carteira de habilitação, o número do passaporte ou o número da segurança social nos EUA são exemplos de chaves primárias que as pessoas usam na vida cotidiana. Para a extensão de dados do assinante da Cloud Kicks, Yasmin escolhe customerID combinada com o endereço de email para identificar exclusivamente seus assinantes.
    • Anulável: desmarcar
      • Nota: Yasmin selecionou esse campo como uma chave primária e, portanto, ela deve deixar Anulável desmarcado porque uma chave primária não pode ter um valor nulo. Mas o que você deve selecionar para outros campos que não sejam chave primária? Marque a caixa de seleção Anulável se você não se incomodar com a importação de alguns valores nulos em algum campo. Deixe Anulável desmarcado se quiser especificar o que acontecerá quando o sistema receber um valor nulo durante a importação: a importação falhará, ou então continuará e ignorará essas linhas porque você selecionou Ignorar linhas com dados inválidos (vamos dar esse passo em um minuto).
  10. Yasmin repete as etapas para cada campo que a extensão de dados deve conter e marca Chave primária para o endereço de email e Anulável para outros campos, conforme o caso. Ela inclui um campo de interesse do produto, já que planeja criar conteúdo individualizado com base nesse valor de campo mais tarde.
    • Nota: alguns campos comuns encontrados em uma extensão mestre de dados de assinantes incluem, dentre outros: nome, sobrenome, endereço de email, endereço, complemento do endereço, cidade, estado, país, celular, aceitação de promoções, aceitação da assinatura e assim por diante.
  11. Altere Relacionamento de envio para CustomerID e relacione com os assinantes na Chave do assinante.
    • Nota: a definição do relacionamento de envio permite que você relacione os assinantes nessa extensão de dados à lista Todos os assinantes, na qual o status da assinatura será mantido para todos os envios de email. Para saber mais sobre a lista Todos os assinantes, confira este artigo do Knowledge: Lista Todos os assinantes.
  12. Clique em Criar. Como adicionar campos à caixa de diálogo Criar uma nova extensão de dados

Como importar para uma extensão de dados

Agora que Yasmin criou a carcaça de sua extensão de dados, ela já pode realizar uma importação para colocar esses ótimos dados de assinantes no Marketing Cloud. Há três maneiras de importar dados para uma extensão de dados.

  1. Manualmente com o assistente de importação: é um assistente muito útil localizado na extensão de dados. Ele permite que você coloque seus dados manualmente em uma extensão de dados e veremos isso com detalhes mais tarde.
  2. Importar atividade: a atividade de importação, assim como o assistente de importação, permite que você coloque seus dados manualmente em uma extensão de dados. A principal diferença é que a atividade de importação pode ser automatizada pelo Automation Studio.
  3. API: você usa uma chamada de API para importar seus dados.

Yasmin precisa fazer uma importação inicial de dados de uma lista existente de assinantes da Cloud Kicks no sistema antigo. Como essa é uma importação única, Jasmin opta por importar os dados do assinante manualmente usando o assistente de importação.

Para fazer isso, ela deve criar uma extensão de dados e ter o arquivo de importação disponível. Por fim, seu arquivo de importação precisa de pelo menos uma linha de dados e deve ser um delimitador de vírgula, de tabulação ou com outro tipo de delimitador. Não sabe muito bem o que é um delimitador? Delimitador significa simplesmente separador, ou seja, delimitador de vírgula significa que os campos em seu arquivo são separados por vírgulas.

No Email Studio, Yasmin conclui estas etapas:

  1. Clique em Assinantes.
  2. Clique na extensão de dados MasterSubscriber.
  3. Clique na guia Registros.
  4. Clique em Importar.
  5. Na guia Carregar arquivo:
    • Selecione Meu computador como o local do arquivo (nota: você também pode escolher FTP).
    • Clique em Procurar e selecione o MasterSubscriber.csv localizado em seu desktop.
    • Em Carregar arquivo:
      • Nome do arquivo: digite MasterSubscriber.csv
      • Delimitador: por vírgulas
      • Formato de data: inglês
    • Em Tipo de importação, selecione: deixe a opção padrão Adicionar e atualizar.
    • Em Opções de importação: deixe a opção padrão Ignorar linhas no arquivo de importação com dados inválidos.
    • Marque Respeitar aspas duplas como qualificador de texto.
    • Clique em Avançar. Etapa 1 do assistente de importação: Carregar arquivo
  6. Na guia Configurar mapeamento:
    • verifique se a opção Mapear por linha de cabeçalho está selecionada.
    • Clique em Avançar. Etapa 2 do assistente de importação: Configurar mapeamento
  7. Na guia Revisão e importação:
    • verifique os parâmetros que você acabou de definir.
    • Notificações: insira [seu endereço de email]
    • Clique em Importar.
    • Verifique se o número de registros correto está na extensão de dados MasterSubscriber. Etapa 3 do assistente de importação: Revisão e importação

Isso é tudo para os dados. Muito simples, não? Bem, a verdade é que os dados no Marketing Cloud poderão ser tão simples ou complexos quanto você quiser. Aqui, mantivemos as coisas bem simples.

Recursos

Continue a aprender de graça!
Inscreva-se em uma conta para continuar.
O que você ganha com isso?
  • Receba recomendações personalizadas para suas metas de carreira
  • Pratique suas habilidades com desafios práticos e testes
  • Monitore e compartilhe seu progresso com os empregadores
  • Conecte-se a orientação e oportunidades de carreira