Saiba mais sobre a Transformação digital

Objetivos de aprendizagem

Após concluir esta unidade, você estará apto a:

  • Identificar fatores comuns aos projetos de transformação digital.
  • Descrever um exemplo real de transformação digital.

A Quarta Revolução Industrial

Estamos no meio de mudanças significativas na tecnologia, na indústria e na vida cotidiana. A velocidade, amplitude e profundidade e o impacto da mudança nos sistemas são tão transformadoras que, desta vez, a descrevemos como a Quarta Revolução Industrial. É provável que você tenha experimentado algumas dessas transformações em primeira mão, em sua vida pessoal. Talvez você tenha notado como o aplicativo de fotos em seu telefone reconhece e categoriza automaticamente as pessoas em suas fotos. Ou talvez tenha um dispositivo de assistente digital em sua casa que pode acender as luzes, comprar alimentos ou informar as condições meteorológicas. 

O ritmo e a magnitude da mudança está afetando profundamente o nosso mundo. As inovações em tecnologia móvel, a Internet das Coisas (IoT) e a robótica estão remodelando o comportamento do consumidor e as tendências de negócios. Elas estão afetando o trabalho e as relações sociais das pessoas. As organizações que estão olhando para o futuro reconheceram isso e estão tentando se adaptar para permanecerem relevantes e aumentar seu crescimento. 

O que é a transformação digital?

Avanços na robótica, inteligência artificial e IoT oferecem às organizações uma oportunidade de realizar coisas boas. A transformação digital tem a ver com abraçar essa oportunidade. 

Há três características-chave que quase todos os projetos de transformação digital têm em comum. 

Design em primeiro lugar

O controle remoto da TV deve ser tão fácil e intuitivo de usar quanto o celular? Muitas empresas pensam assim e estão desenhando produtos e soluções que agradam as pessoas dessa maneira. Muitas vezes chamado de pensamento de design, essa abordagem prioriza a empatia com os usuários finais de um produto ou serviço. 

A rápida experimentação e iteração fecham o ciclo nesse processo contínuo. Tradicionalmente, quando os líderes pensavam no futuro do seu negócio e elaboravam estratégias, eles analisavam as tendências da indústria ou faziam análises competitivas. Porém, analisar as tendências ou a concorrência limita a discussão sobre o que é possível. Isso demonstra por que muitas empresas não conseguem prever as inovações disruptivas da tecnologia. 

Se você é uma empresa de design em primeiro lugar, prioriza seus usuários e não se preocupa tanto com seus concorrentes. Quando você usa o pensamento de design para resolver problemas de negócios, tem um poderoso conjunto de ferramentas para resolver problemas ambíguos que não têm respostas simples. Quando você muda para essa abordagem voltada para as pessoas, fica claro que melhorar as experiências dos usuários é um princípio fundamental ideal. Da publicidade à medicina, se pudermos oferecer uma experiência personalizada a cada cliente, os resultados serão melhores se comparados aos de uma oferta padronizada. 

Se você está apenas começando a explorar a transformação digital, comece pensando em como seu processo de tomada de decisão pode melhorar quando você tem uma melhor noção sobre os comportamentos e as necessidades de seus clientes, funcionários e parceiros. O que os deixa frustrados quando estão fazendo negócios com você? Como você pode fornecer produtos e serviços mais úteis? 

As empresas que abordam suas experiências de usuário com uma mentalidade empática e vontade de implementar soluções mais personalizáveis são as que têm sucesso na Quarta Revolução Industrial. Uma marca esportiva bem conhecida está fazendo isso atualmente. Ao conectar-se com seus clientes por meio de canais que vão além de seu site, a marca foi capaz de aumentar as vendas de comércio eletrônico em 66%. 

Cultura

Muitas vezes, quando as pessoas começam a pensar na transformação digital, elas assumem que, quando investirem em novas tecnologias, seu trabalho estará feito. No entanto, como qualquer pessoa com experiência nesses projetos grandes e transformadores poderá dizer, se você não abordar o lado do gerenciamento de mudanças das coisas, tudo poderá dar errado. Tony Colon explica com mais detalhes neste artigo na Forbes:

Um dos maiores problemas que vejo é a suposição de que "existe um aplicativo para isso", um conceito que aparece na cabeça dos executivos hoje em dia como uma solução rápida. E embora em muitos casos exista um aplicativo para corrigir um problema de negócios específico, a questão é bem mais profunda. A tecnologia facilita claramente a execução das principais estratégias de negócios. Mas embora a tecnologia seja um componente-chave da transformação digital, ela não é o único componente. A simples implementação de tecnologia não resolve o seu problema de negócios.

Sem uma mudança na forma como as pessoas trabalham e se comportam, a tecnologia acaba se mostrando inútil. Em outras palavras: sem promover ativamente as características culturais digitais, como a centralidade do cliente, a capacidade de resposta ou a quebra das divisões que existem tradicionalmente entre negócios e TI, os esforços de transformação digital fracassam. Há uma razão pela qual o desenvolvimento e o resultado não resolvem o problema: quando seus funcionários não trabalham com a tecnologia para apoiar sua intenção estratégica, o projeto pode falhar, e rápido.

Portanto, não se esqueça de cultivar uma cultura que abrace a mudança e encare de frente as experiências das pessoas que estão implementando as mudanças e dos usuários do outro lado.

Velocidade e agilidade

Se há uma coisa que distingue a Quarta Revolução Industrial das três anteriores é a velocidade de mudança e inovação. Mais de cem anos foram necessários para que a revolução movida a vapor transformasse a sociedade rural em industrial. Agora pense no impacto dos telefones celulares e em como eles transformaram nossa sociedade. Isso aconteceu em pouco mais de 10 anos. Algumas das maiores e mais valiosas empresas do mundo nem sequer existiam há 25 anos. 

O ritmo da mudança parece normal. Todos nós nos acostumamos com a rápida marcha da inovação tecnológica. Isso representa um desafio e uma oportunidade para as organizações que estão se transformando. 

Quando o Salesforce trabalha com empresas interessadas na transformação digital, descobrimos que elas estão quase sempre interessadas em aumentar sua capacidade de inovar e se tornarem mais ágeis. O Salesforce tem sido amplamente reconhecido como uma das empresas mais inovadoras do mundo. Nossas estruturas, métodos e práticas ágeis nos ajudam a inovar, e também capacitamos nossos funcionários com uma mentalidade ágil. A cultura de nossa empresa incentiva o feedback honesto de todas as nossas partes interessadas. Nossa capacidade de agir rapidamente com base nesse feedback melhora nossos produtos e fortalece nossa empresa. Esse é um ponto-chave que muitas empresas com as quais trabalhamos ainda não perceberam: ser ágil não se trata apenas de lançar produtos com maior frequência. Também significa repensar sua estrutura operacional para que você responda mais dinamicamente às necessidades de suas partes interessadas.

Como a transformação digital ocorre?

Até agora, discutimos conceitos gerais de transformação digital.  Mas como é o pensamento de design e o aumento do ritmo da inovação na prática? Vamos verificar rapidamente dois exemplos do mundo real.

Toyota Financial Services

A Toyota Financial Services, uma pioneira no financiamento de veículos, está repensando todo o processo do ponto de vista do mutuário. A Toyota consolidou vários sistemas em um único aplicativo para seus agentes do centro de atendimento, melhorando significativamente a experiência do cliente. A empresa tem visto melhorias significativas na satisfação dos clientes e dos agentes.

Universidade do Texas

A Universidade do Texas está ficando mais focada no aluno e está oferecendo uma variedade de opções de aprendizagem que são mais flexíveis do que os programas tradicionais de graduação e pós-graduação. A universidade está repensando o currículo online e inventando novas formas de os alunos divulgarem conquistas a possíveis empregadores. Ao fazê-lo, a instituição está criando um mercado inteiramente novo para conectar as pessoas ao local de trabalho.

Recursos

Continue a aprender de graça!
Inscreva-se em uma conta para continuar.
O que você ganha com isso?
  • Receba recomendações personalizadas para suas metas de carreira
  • Pratique suas habilidades com desafios práticos e testes
  • Monitore e compartilhe seu progresso com os empregadores
  • Conecte-se a orientação e oportunidades de carreira