Preparar sua organização para mudanças

Objetivos de aprendizagem

Após concluir esta unidade, você estará apto a:
  • Identificar o ambiente de desenvolvimento a ser usado em cada etapa do ALM quando estiver trabalhando em um modelo de desenvolvimento com conjuntos de alterações.
  • Criar uma nova sandbox.
  • Estabelecer um método para rastrear alterações feitas em uma versão.

Introdução

Se você concluiu o módulo Modelos de ciclo de vida de aplicativos e de desenvolvimento (se ainda não fez isso, recomendamos passar por ele antes de ler este módulo), já conheceu Calvin Green da Zephyrus Relocation Services. Neste módulo, a equipe da Zephyrus usa desenvolvimento com conjunto de alterações declarativas para criar uma de suas personalizações do Salesforce.

Calvin em sua mesa na Zephyrus, segurando sua caneca de café do Vetforce.

A Zephyrus deseja oferecer serviços de treinamento em idiomas para clientes que vão se mudar para outro país. A equipe de formação da empresa agora inclui especialistas em idiomas que estão elaborando vários tipos de curso. Alguns clientes estão começando a aprender um novo idioma. Outros precisam apenas de um curso de reciclagem. Há também os que querem aprender vocabulário especializado, possivelmente para situações de trabalho. Existem muitos fatores a serem considerados na hora de recomendar um curso de idiomas a um cliente.

Calvin e sua equipe decidem usar o desenvolvimento com conjuntos de alterações para adicionar informações sobre cursos de idiomas à organização.

O ciclo de ALM: planejar a versão, desenvolver, testar, compilar a versão, testar a versão, lançar

Anotar seus planos de lançamento

Calvin coloca seus planos de lançamento no papel para que as partes interessadas saibam o que está acontecendo, reduzindo possíveis confusões. Ele também descobre que anotar os detalhes muitas vezes pode revelar alguns aspectos não percebidos. É mais fácil pensar em atribuições, planos de teste, decisões e marcos de forma concreta do que abstrata. E Calvin sabe que nada está escrito em pedra; ele deverá rever o plano ao longo do lançamento, à medida que for recebendo novas informações.

Preparar os ambientes de lançamento

Ao planejar um lançamento, verifique se os participantes do lançamento podem acessar os ambientes necessários em cada etapa do processo de ALM. Calvin e sua equipe estão usando o modelo de desenvolvimento com conjuntos de alterações e, por isso, eles usam os ambientes de sandbox otimizados para as tarefas em cada etapa do ALM. Lembre-se: uma sandbox é apenas uma cópia de sua organização de produção em outro ambiente. Algumas sandboxes não contêm dados de produção e outras contêm vários. Veja como a equipe de Calvin usa sandboxes em cada etapa do ALM.
  • Etapas de desenvolvimento e teste: Cada membro da equipe tem sua própria Developer Sandbox para criar as respectivas personalizações atribuídas. As Developer Sandboxes não contêm dados de produção.
  • Compilar a versão: Cada membro da equipe migra suas personalizações das respectivas Developer Sandboxes para uma Developer Pro Sandbox para integração. As Developer Pro Sandboxes não contêm dados de produção, mas você pode colocar dados de teste nelas.
  • Testar a versão: Para o teste de aceitação do usuário, a equipe usa uma Full Sandbox para criar uma réplica completa da produção. Uma Full Sandbox contém dados de produção.
  • Lançar: Quando a versão estiver na produção, a equipe poderá usar a Full Sandbox criada na etapa anterior para treinar usuários sem expor dados de produção.

As etapas no ciclo de vida do aplicativo: desenvolver e testar com Developer Sandboxes; compilar a versão com uma Developer Pro Sandbox; testar a versão com uma Full Sandbox; e lançar na produção

Criar os ambientes

Calvin cria duas Developer Sandboxes para começar: uma para ele e outra para sua colega, Ella. Nessas sandboxes, Calvin and Ella criam e testam as respectivas personalizações. Ao criar uma sandbox para cada desenvolvedor, Calvin mantém as alterações isoladas até que a equipe esteja pronta para integrá-las.

As sandboxes estão disponíveis nas edições Professional, Enterprise, Unlimited e Performance. Calvin mostra a Ella como criar uma sandbox.

  1. Em Configuração, insira Sandboxes na caixa Busca rápida e selecione Sandboxes.
  2. Clique em Nova sandbox.
  3. Insira um nome e uma descrição para a sandbox.
  4. Selecione Desenvolvedor como o tipo de sandbox.
  5. Clique em Iniciar uma cópia.

A criação da cópia pode levar um tempo, especialmente se sua organização de produção tem muitos dados ou personalizações. Calvin recebe um email de notificação quando a nova sandbox termina de fazer a cópia.

Calvin faz o mesmo para criar a Developer Pro Sandbox para integração e a Full Sandbox para o teste de aceitação do usuário e o treinamento dos usuários.

Estabelecer seu método de rastreamento de alterações

Quando você está usando o modelo de desenvolvimento de conjunto de alterações, é importante rastrear todas as alterações, especialmente as que exigem migração manual. Quando você migra uma alteração manualmente, usa modificações de um ambiente e as recria com exatidão em outro ambiente. A alteração precisará ser migrada manualmente se o componente alterado ainda não for compatível com a API de metadados.

Como Calvin sabe quais componentes são aceitos pela API de metadados? O relatório de cobertura de metadados mostra quais tipos são aceitos pela API de metadados e por outros canais de metadados. Esse relatório gerado dinamicamente é a sua melhor fonte de informações de cobertura de metadados. Para acessar o relatório de cobertura de metadados, acesse https://developer.salesforce.com/docs/metadata-coverage.

Calvin rastreia todas as alterações e aprimoramentos solicitados pela equipe de vendas. Ele usa uma ferramenta personalizada que permite aos desenvolvedores registrar todas as alterações feitas por eles. Para maior segurança, Calvin faz com que a ferramenta tenha os campos de informações essenciais sobre cada alteração na versão e de alterações feitas diretamente na produção.

  • Quem é o responsável por fazer a alteração?
  • Ela exige migração manual?
  • Qual componente é afetado por essa alteração?
  • Quais organizações têm a alteração atualmente?
  • Quando a alteração foi feita em cada ambiente?

Por que Calvin rastreia as alterações feitas na produção se elas não são parte de uma versão em desenvolvimento? Essa é a única maneira de ter certeza de que as personalizações implantadas não substituirão ou alterarão o comportamento da organização de produção inesperadamente.

Quase todas as alterações que Calvin ou Ella fazem na interface de usuário do Salesforce são registradas na trilha de auditoria de configuração. Calvin compara a trilha de auditoria com um relatório da ferramenta de rastreamento de alterações da equipe para não perder nenhuma alteração.

Para saber mais sobre como usar a trilha de auditoria de configuração, consulte Monitorar alterações de configuração na Ajuda do Salesforce.

Continue a aprender de graça!
Inscreva-se em uma conta para continuar.
O que você ganha com isso?
  • Receba recomendações personalizadas para suas metas de carreira
  • Pratique suas habilidades com desafios práticos e testes
  • Monitore e compartilhe seu progresso com os empregadores
  • Conecte-se a orientação e oportunidades de carreira