Entender objetos padrão e personalizados

Objetivos de aprendizagem

Após concluir esta unidade, você estará apto a:

  • Descrever as vantagens de usar objetos na Salesforce Platform.
  • Explicar a diferença entre objetos padrão e objetos personalizados.
  • Listar os tipos de campos personalizados que um objeto pode ter.

Visão geral de objetos

DreamHouse é uma corretora imobiliária que permite que os clientes procurem imóveis e entrem em contato com corretores online. Os corretores da DreamHouse usam alguns recursos padrão do Salesforce, como contatos e leads, para rastrear compradores de imóveis.

Mas, em relação à venda de imóveis, existem muitos outros aspectos que eles querem rastrear. Por exemplo, o Salesforce não inclui um modo padrão para rastrear imóveis. Como é que a DreamHouse vai saber quais imóveis estão à venda ou quanto eles valem?

Por sorte, o administrador do Salesforce, D’Angelo, sabe que a Salesforce Platform oferece uma solução. Vamos trabalhar com D’Angelo para ver o que ele está criando.

Vamos começar com o modelo de dados. Modelo de dados é mais ou menos o que parece. É uma forma de modelar a aparência das tabelas do banco de dados para poder ser entendida pelos seres humanos.

Se você não sabe muito sobre bancos de dados, pense no armazenamento de dados em uma planilha. Por exemplo, D’Angelo pode usar uma planilha para rastrear todas as propriedades da DreamHouse. Colunas podem armazenar o endereço, o valor e outros atributos relevantes. Linhas podem armazenar essas informações para cada imóvel vendido pela DreamHouse. As tabelas de bancos de dados são configuradas de maneira semelhante.

Planilha que armazena informações sobre imóveis.

Mas a visualização de dados em tabelas não é ideal para seres humanos. É aqui que entra o modelo de dados.

No Salesforce, pensamos em tabelas de banco de dados como objetos, em colunas como campos e em linhas como registros. Assim, em vez de uma planilha ou tabela de conta, temos um objeto Conta com campos e vários registros idênticos na estrutura.

Registro de propriedade com a mesma informação da tabela.

Quando falamos de modelo de dados, falamos sobre o conjunto de objetos e campos em um aplicativo. Vamos aprender mais sobre objetos e campos para que você possa começar a criar seu próprio modelo de dados.

Introdução a objetos

O Salesforce dá suporte a vários tipos de objeto diferentes. Eles podem ser objetos padrão, personalizados, externos, eventos de plataforma e BigObjects. Neste módulo, vamos nos concentrar nos dois tipos de objeto mais comuns: padrão e personalizado.

Objetos padrão são aqueles objetos que vêm incluídos no Salesforce. Objetos comerciais comuns, como Conta, Contato, Lead e Oportunidade, são todos objetos padrão.

Objetos personalizados são objetos criados para armazenar informações específicas da sua empresa ou indústria. Para a DreamHouse, D’Angelo deseja criar um objeto Propriedade personalizado que armazena informações sobre os imóveis à venda pela empresa.

Objetos são contêineres de informação, mas também oferecem funções especiais. Por exemplo, ao criar um objeto personalizado, a plataforma cria itens, como layout de página, para a interface de usuário automaticamente.

Criar um objeto personalizado

Trabalhemos junto com D’Angelo para ver como cria o objeto Propriedade. Precisaremos desse objeto mais tarde e, portanto, não ignore estas etapas!

  1. Role até o final desta página e crie um Trailhead Playground. Não ignore esta etapa! Você precisará de um Trailhead Playground recente e zerado para este módulo.
  2. Depois que seu playground for criado (leva um minuto!), clique em Iniciar.
  3. Clique no ícone de engrenagem A engrenagem de configuração. no topo da página para iniciar a configuração.
  4. Clique na guia Gerenciador de objetos.
  5. Clique em Criar | Objeto personalizado no canto superior direito.
  6. Em Rótulo, digite Propriedade. Os campos Nome do objeto e Nome do registro são preenchidos automaticamente.
  7. Em Rótulo plural, digite Propriedades.
  8. Antes de salvar o objeto personalizado, role até a parte inferior da página e marque a caixa de seleção Iniciar novo assistente de guias personalizadas após salvar este objeto personalizado.
  9. Deixe os demais valores como padrão e clique em Salvar.
  10. Na página Nova guia de objeto personalizado, clique no campo Estilo de guia e selecione um estilo que lhe agrade. O estilo define o ícone a ser exibido na interface do usuário para o objeto.
  11. Clique em Avançar, Avançar e Salvar.

Ótimo trabalho! Você acabou de criar seu primeiro objeto personalizado. Agora, vejamos como adicionar campos nesse objeto.

Introdução aos campos

Sempre há campos anexados a objetos padrão e personalizados. Vamos nos familiarizar com os diferentes tipos de campos.

Tipo de campo O que é? Posso ver um exemplo?
Identidade Um campo de quinze caracteres que diferencia maiúsculas de minúsculas e é gerado de forma automática para cada registro. É possível encontrar uma ID do registro na URL dele. Uma ID de conta se parece com o seguinte: 0015000000Gv7qJ.
Sistema Campos somente leitura que fornecem informações sobre um registro do sistema, como a data da criação ou da última alteração de um registro. CreatedDate, LastModifiedById e LastModifiedDate.
Nome Todos os registros precisam ter um nome para conseguirmos distingui-los. Você poderá usar nomes em forma de texto ou nomes com uma numeração automática que vai aumentando sempre que você cria um registro. O nome do contato pode ser Julie Bean. O nome de um caso de suporte pode ser CA-1024.
Personalizado Os campos criados por você em objetos padrão ou personalizados são chamados campos personalizados. Você poderá criar um campo personalizado no objeto Contato para armazenar as datas de aniversário dos seus contatos.

Os campos de identidade, sistema e nome são campos padrão em todos os objetos do Salesforce. Cada objeto padrão também vem com um conjunto de campos pré-criados e padronizados. Você pode personalizar objetos padrão adicionando campos personalizados e também pode adicionar campos personalizados aos seus objetos personalizados.

Todo campo tem um tipo de dados. O tipo de dados indica que tipo de informação aquele campo contém. O Salesforce aceita vários tipos de dados diferentes; vejamos alguns deles.

  • Caixa de seleção – para os campos que demandam apenas uma resposta de “Sim” ou “Não”, um campo de caixa de seleção é a opção recomendada.
  • Data ou Data/hora – esses tipos de campo representam datas ou combinações de data/hora como aniversários ou marcos de vendas.
  • Fórmula – esse tipo de campo especial contém um valor calculado automaticamente com base em uma fórmula escrita por você. Por exemplo, D’Angelo pode escrever um campo de fórmula que faça o cálculo automático da comissão de um corretor imobiliário pela venda de uma casa.

Como já dissemos, há vários tipos de campos, mas a maioria deles já é autoexplicativa. O mais importante é entendermos que devemos pensar em que tipo de dados estamos tentando armazenar quando criamos um campo personalizado.

Criar um campo personalizado

O objeto Propriedade que acabamos de criar quase não tem conteúdo. Hora de incluir alguns campos personalizados nele. Volte para seu Trailhead Playground.

  1. Em Configuração, acesse Gerenciador de objetos | Propriedade.
  2. Na barra lateral, clique em Campos e relacionamentos. Veja que alguns campos já estão lá. Há um campo de nome e alguns dos campos de sistema sobre os quais já conversamos.
  3. Clique em Novo no canto superior direito.
  4. Para o tipo de dados, selecione Moeda.
  5. Clique em Avançar.
  6. Preencha as seguintes informações:
    1. Rótulo do campo: Preço
    2. Descrição: O preço oficial de venda desse imóvel.
  7. Marque a caixa Obrigatório.
  8. Clique em Avançar, Avançar novamente e Salvar.

Seu novo campo Preço aparecerá na lista dos campos Propriedade. Na coluna Nome do campo, aparecerá a informação Preço__c. A parte do “__c” é uma forma simples de saber que um campo específico é personalizado.

Criar um registro

Vamos criar um registro de propriedade para ver o que você fez.

  1. No Iniciador de aplicativos (Ícone do Iniciador de aplicativos. na barra de navegação), encontre e selecione Vendas.
  2. Clique na guia Propriedades na barra de navegação. Caso não esteja vendo essa guia, procure-a no menu suspenso Mais.
  3. Clique em Novo no canto superior.
  4. Digite um nome e um preço para a propriedade e clique em Salvar.

Maravilha! Você verá algo assim:

É o registro que você acabou de criar.

Personalizar conscientemente

Embora pareça fácil adicionar e personalizar objetos, lembre-se de que o que acontece nos bastidores é tecnicamente complexo. Veja algumas das melhores práticas para se ter em mente ao começar a personalizar sua própria organização.

Pense bem nos nomes. Depois de começar a criar vários objetos, pode ser tentador dar nomes “simplórios”. Por exemplo, se D’Angelo criasse outro objeto personalizado para rastrear apartamentos, ele poderia querer chamá-lo de “Propriedade2” em vez de “Apartamento”. Isso é receita para desastre na sua organização. Dê nomes exclusivos e descritivos a seus objetos e campos para aumentar a clareza.

Ajude seus usuários. Mesmo com bons nomes, seus usuários nem sempre terão certeza em relação ao objetivo de determinado objeto ou campo. Inclua descrições de seus campos e objetos personalizados. No caso de personalizações especializadas ou complicadas, use texto de ajuda para dar mais detalhes.

Torne campos obrigatórios quando necessário. Às vezes, você deve fazer com que seus usuários preencham um campo ao criar um registro em determinado objeto. Cada imóvel precisa ter um preço, não é? Torne os campos importantes obrigatórios para evitar dados incompletos.

Continue a aprender de graça!
Inscreva-se em uma conta para continuar.
O que você ganha com isso?
  • Receba recomendações personalizadas para suas metas de carreira
  • Pratique suas habilidades com desafios práticos e testes
  • Monitore e compartilhe seu progresso com os empregadores
  • Conecte-se a orientação e oportunidades de carreira